"Eu experimentei da vontade soberana do Senhor", afirma Juvânia Soares

Em entrevista exclusiva, ela contou sobre como superou a difícil fase que passou, lutando contra a enfermidade de seu filho, Samuel.

fonte: Guiame, João Neto

Atualizado: Terça-feira, 23 Julho de 2013 as 2:50

Missionária Juvânia Soares junto à sua família, em visita ao filho Samuel Soares, que atualmente estuda na Universidade Batista de Dallas.
Missionária Juvânia Soares junto à sua família, em visita ao filho Samuel Soares, que atualmente estuda na Universidade Batista de Dallas.
Perseverança. Esta palavra pode não definir completamente a história da missionária Juvânia Soares, mas ilustra muito bem o testemunho compartilhado por ela na ExpoEvangélica 2013, em Fortaleza e comentado com exclusividade ao Portal Guiame.
 
Em entrevista exclusiva, ela contou sobre como superou a difícil fase que passou, lutando contra a enfermidade de seu filho, Samuel. Quando o garoto tinha nove anos, foi diagnosticado com uma doença chamada MAV (Má Formação Arteriovenosa) e, por isso sofreu nove aneurismas e seis derrames de medula.
 
Confira a entrevista na íntegra:
 
Portal Guiame: O seu filho não teve somente uma crise (aneurisma), mas sim uma sucessão de aneurismas. Como você reagiu a esta sequência de crises do Samuel?
 
Missionária Juvânia Soares: Quando eu recebi a notícia e vi o estado do meu filho, eu pensei: "o mundo desabou! E agora? Para onde eu vou?" e eu corri para os pés de Jesus, que é torre forte. O mais interessante é quando eu busquei a Deus [Atos 20:24], o espírito santo começou a ministrar na minha vida, que eu não tivesse a minha vida por preciosa. E eu pude compreender pela Palavra de Deus, que Ele me capacitou de tal maneira, que eu cheguei a procurar o desespero e não encontrei. Havia uma abundância de paz, que excede o entendimento humano. Deus me levou a entender que eu estava passando por aquilo, para que no futuro eu viesse compreender. O que me dava paz era saber que eu estava passando por algo que não era explicado pela vontade permissiva, mas sim a vontade soberana de Deus.
 
Guiame: É normal que a mãe muitas vezes sofra antes mesmo que o filho sinta qualquer tipo de dor. Quando vê, por exemplo, que este está se desviando do caminho certo ou até mesmo está em um relacionamento que não faz bem a ele. O que uma mãe pode fazer em uma situação como esta?
 
Juvânia Soares: A "receita" é orar e jejuar. Além disso, não pode ter medo de sofrer. Quando Deus diz: "Não tenha a sua vida por preciosa", Ele está falando ao intelecto da alma. Nós não queremos sofrer. Estamos em busca de uma solução mágica e isso não existe. O que existe é uma oportunidade, um vale de lágrimas, em que você pode levantar um altar diante de Deus, afirmar a sua aliança com Ele e dize-lo que você está pronto(a) para ser provado por Ele. É aí que vem a estrutura que Ele dá. Toda batalha é uma pressão forte e, nessa pressão é que se alcança o objetivo: triunfar na perseverança, dentro das tribulações. É preciso perseverar. Quando fazemos isto, estamos indo contra àquilo que está atingindo nossas vidas. Precisamos nos firmar nEle e não desistir de maneira alguma.
 
Guiame: É possível dizer que houve uma Juvânia antes da enfermidade do Samuel e agora há outra Juvânia Soares?
 
Juvânia Soares: Realmente o que eu passei foi um divisor águas na minha vida. Jesus me amadureceu, me ensinou o que é misericórdia, me ensinou a me alegrar com as pessoas, até mesmo nas pequenas coisas. É interessante que, hoje, as pessoas que fazem parte da minha vida me dizem: "Juvânia, você é muito alegre", mas eu digo que esta alegria não é minha, mas sim uma novidade que Deus colocou em mim. Eu olho para trás e vejo o quanto eu era religiosa. Eu defendia muito os dogmas. O interessante neste trabalhar de Deus é que alcancei asas da graça e tenho procurado viver à sombra desta graça. Posso dizer que nem mesmo eu me conheço, às vezes. Hoje eu tenho prazer em me arrumar, em ir à casa de uma amiga. Ele abriu algo dentro de mim, que me fez muito bem e isso é a graça dEle. 
 
 

veja também