EUA: Outdoors "avisam" a data da volta de Cristo

EUA: Outdoors "avisam" a data da volta de Cristo

Atualizado: Sexta-feira, 17 Dezembro de 2010 as 8:21

Outdoors com imagem dos três reis magos e estrela de Belém trazem a mensagem "Ele está voltando". Até aí, estaria tudo perfeito, certo?! Porém, o cartaz indica o dia, o mês e o ano para o retorno do qual o próprio Cristo disse que só o Pai conhece.  Os outdoors começaram a aparecer em Omaha, Detroit e Nashville. Um grupo da Carolina do Norte espalhou outros 50 painéis esta semana em Atlanta e levará a campanha a outras cidades neste mês de dezembro.

O Dr. Thomas B. Simões, professor de Novo Testamento na Universidade de Mercer McAfee, Faculdade de Teologia, diz que os cartazes afirmando que Jesus voltará em 21 de maio de 2011, são terrivelmente "equivocados".

"O fim dos tempos é algo que todos nós esperamos, mas a maioria dos cristãos não está no negócio de tentar prever essa data. Já eles estão trabalhando em cima disso", comentou.

Allison Warden, cuja família dirige o website WeCanKnow.com, aponta para 1 Tessalonicenses 5:4, onde afirma: "Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão" para justificar a sua campanha de “alerta”. Warden e sua família são seguidores de Harold Camping, conhecido por seus ensinamentos controversos em sua estação de Rádio da Família em todo o mundo, que patrocinou os outdoors, em Nashville.

Camping, que ensina as pessoas deixar suas igrejas antes da data final, diz que ele chegou a 21 de maio de 2011, por meio de um cálculo matemático demonstrando ser este dia exatamente sete anos desde o dilúvio de Noé.

Tentar prever o fim do mundo não é apenas antibíblico, de acordo com Dr. Thomas, como também não cristão. Ele observou que, ao tentar viver de acordo com o “conhecimento”, o ensino do grupo parece mais com o agnosticismo do que com cristianismo.

"Eu acho que as pessoas são sinceras, mas elas também estão cometendo um erro grave", disse ele. "Eles estão tentando substituir viver pela fé, por viver pelo ‘conhecimento’.

"Os discípulos de Jesus não devem ficar preocupados com o fim do mundo, mas devem estar preocupados sobre como tornar o mundo um lugar melhor. Essas pessoas estão fazendo exatamente o oposto. Nós não devemos parar por ter sido salvos. Devemos ajudar as pessoas continuamente ao longo da vida, porque nós nos movemos em direção à santificação", conclui o estudioso do Novo Testamento.

Se 21 de maio vêm e vão, acrescentou, os outdoors vão levar mais pessoas para fora do cristianismo, do que se não tivessem sido feitos.  "Isso fará com que outras pessoas olhem para eles e digam: ‘Todos os cristãos são assim’”, disse Slater. Na verdade, para Camping, a data do "Fim" já veio e se foi. Em Setembro de 1994, ele previu que o arrebatamento aconteceria. Mas depois disse que cometeu um erro matemático.

veja também