Evangélica desde criança, top model brasileira queria ser missionária

Evangélica desde criança, top model brasileira queria ser missionária

Atualizado: Quarta-feira, 21 Dezembro de 2011 as 8:51

Ela desfila por passarelas de todo o mundo para grifes como McQueen, Dior, Lanvin, Fendi etc, muitas vezes com trajes mínimos, e é evangélica desde criança. Embora pareça uma incongruência, a top Viviane Orth contou à revista MODA, da qual é a capa e protagonista do editorial principal da edição de dezembro, que não esperava ser modelo, mas, sim, missionária. "Queria ir para a África, leva a religião para as pessoas. Hoje não tenho mais pensado nisso, mas não é algo que descarto realizar daqui uns anos", contou.

A carreira de Vivi começou cedo. Aos 13 anos a top veio morar em São Paulo (SP), em um apartamento com outras três meninas. Aos 16, se mudou para Paris e se tornou a queridinha de Galliano. "Ele me ensinou tudo sobre alta-costura: como posar para valorizar um vestido, como mexer a mão. Também aprendi sobre o processo de criação ao vê-lo buscar inspiração e transformar aquilo em roupa", explicou.

Fotografada por Maurício Nahas com seu novo visual, Vivi contou ainda à publicação sobre seu lado junk food, enquanto devorava um pacote de batatinha chips, uma lata de refrigerante - sua paixão confessa - e assumiu que come chocolate todos os dias e que a lasanha de frango com molho branco de sua mãe é seu prato preferido     Com informações do Terra

veja também