Evangélico é considerado o Pavarotti de Niterói

Evangélico é considerado o Pavarotti de Niterói

Atualizado: Terça-feira, 18 Janeiro de 2011 as 10:02

Foi nas ruas de Jurujuba, na Zona Sul de Niterói, que o gari da Clin Cristiano Lima Vidal ganhou popularidade. Não pela forma com que varria o bairro, mas pelo vozeirão que soltava enquanto cuidada da limpeza.

Com uma veia lírica, Vidal abusa da criatividade e interpreta qualquer música — incluindo funk — como se encenasse uma ópera. Apesar do italiano imperfeito, seu talento lhe rendeu o apelido de “gari Pavarotti”.

— Cresci ouvindo minha mãe cantar enquanto faxinava a casa. Daí veio meu amor pelas canções — conta o gari cantor.

Evangélico, Cristiano solta o gogó também nos cultos de sua igreja, interpretando música gospel, todo fim de semana. Ele diz que é sua forma de prestar uma homenagem a Deus.

— Quem canta os males $. No começo, minha mulher ficava envergonhada, porque adoro cantar em casa também. Hoje, ela viu que os vizinhos curtem e me deixa cantar em paz — brinca.

No ano passado, o gari chegou a fazer parte do Vozes da Clin, o coral da companhia. Mas foi designado para o grupo de limpeza especial da empresa — mais bem remunerado — e não conseguiu acompanhar os ensaios do grupo.

— Sinto falta do coral, mas tenho que pensar nas minhas filhas. Preciso do dinheiro — justificou-se.

O regente do coral, Bruno Silva, diz que talento não falta a Cristiano, mas enfatiza a importância das aulas de canto:

— Ele criou um estilo próprio de cantar. Tem um belo tom, mas precisa de orientação profissional para se aprimorar.  

veja também