Evangélicos declaram apoio a Serra no Ceará

Evangélicos declaram apoio a Serra no Ceará

Atualizado: Terça-feira, 19 Outubro de 2010 as 2:55

m encontro de mil evangélicos da Igreja Assembleia de Deus do Ceará, na noite desta segunda-feira, terminou em ato pró candidatura do tucano José Serra à Presidência da República. O encontro contou com a presença do senador Tasso Jereissati (PSDB), que não se reelegeu, e de pastores de outros estados.

Um dos pastores que falaram no encontro, Osíris Teixeira Pessoa, da Assembleia de Deus do Montese, disse que era preciso evitar que o Brasil entre "num processo irreversível de destruição de valores religiosos e da família".

- Portanto, a posição oficial das Assembleias de Deus no Brasil hoje é pró-Serra - disse.

O nome da adversária do tucano, a petista Dilma Rousseff não foi mencionado. Mas os líderes evangélicos fizeram duros ataques ao Plano Nacional de Direitos Humanos (PNDH3), lançado em dezembro pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O deputado Harolde de Oliveira (DEM-RJ), da Igreja Batista, disse que O PNDH3 traz uma "série de armadilhas embutidas para a democracia".

- A democracia e a liberdade é que estão ameaçadas e isso para nós é fundamental, afirmou. Segundo ele, a restrição é incompatível com o papel dos pastores que precisam de liberdade para comunicar a palavra de Deus.

Sobre o PNDH3, o pastor fez referência também à possibilidade do aborto não ser mais crime, da legalização da profissão de prostituta e da liberação do casamento entre homossexuais. Outro argumento do deputado Harolde foi de que o governo nunca fez mudanças constitucionais porque não tinha maioria, mas agora teria.

Com um cópia do PNDH3 nas mãos, o deputado federal eleito Ronaldo Fonseca, presidente da Assembleia de Deus no Distrito Federal, disse que "ninguém deve debochar das palavras de Deus".

Citando o cientista político italiano Antônio Gramsci, ideólogo da esquerda nas primeiras décadas do século passado, o senador Tasso Jereissati disse que há um risco da destruição de valores.

- A Alemanha, de Hitler, um dos regimes mais autoritários, surgiu com a destruição de valores. O que está acontecendo no Brasil hoje é a destruição grave dos nossos valores.  

veja também