Evento em Colégio Adventista reúne governo e denominações religiosas

Evento em Colégio Adventista reúne governo e denominações religiosas

Atualizado: Quinta-feira, 24 Novembro de 2011 as 2:45

Em plena expectativa para a construção da nova sede, o Colégio Adventista de Americana, SP, a 126 km da capital, reuniu líderes religiosos, autoridades municipais e representantes da sociedade para um café da manhã, na quinta-feira dia 17 de novembro,  ocasião em que apresentou uma proposta especial de matrícula para representantes de várias igrejas evangélicas.

A reunião contou com a presença do prefeito de Americana, Diego de Nadai. O pastor Oliveiros Ferreira, presidente da Associação Paulista Central, esteve presente e liderou uma explanação sobre os valores éticos e morais da pedagogia adventista. Também participaram pastores evangélicos, secretários de governo, o vereador da bancada evangélica, Paulo Chocolate, o secretário de Cultura, José Vicente, o diretor da Educação Adventista para a Associação Paulista Central, pastor Jediel Unglaub, e o diretor do colégio, Renato Lacerda.

“O principal objetivo deste encontro foi aproximar o poder público e pastores de outras denominações de nossa instituição”, disse o professor Renato Lacerda. Ele ressaltou que a iniciativa ajudou também a quebrar paradigmas e sinalizou futuras parcerias. Os participantes acompanharam breve histórico da educação adventista no Brasil e no mundo.

Lideranças do Colégio Adventista de Americana já vivem a expectativa do início das obras da nova unidade de ensino, em local privilegiado da cidade. Segundo o diretor do colégio, a nova sede vai atender uma demanda de pais e alunos que não conseguem oportunidade por conta da limitação de espaço.

Matrículas Abertas - No ano letivo de 2011, os colégios sob a coordenação da Associação Paulista Central receberam 2.291 alunos matriculados. Para 2012, a meta é de 2.660 estudantes. De acordo com Eliézer Militão, secretário técnico da rede de escolas adventistas na região central de São Paulo, 67% do alvo foi atingido até a semana passada. “Isso representa um número de alunos 8% maior do que no mesmo período do ano passado”, declarou.

Americana atingiu 57,5% do seu alvo, mas está 18% abaixo do número de matrículas realizadas até a mesma data no ano passado. O Colégio de Campinas está hoje com 20,5% a mais, em relação à mesma data, no ano passado; Paulínia, com 30,4% a mais, e Mogi, com 29,25%.

veja também