Ex-ativista LGBT se torna pastor e inspira filme: “Estou aqui para honrar a Deus”

O filme retrata a história de Michael Glatze, um ex-defensor dos direitos LGBT que deixou de se identificar como homossexual e se tornou pastor evangélico.

Fonte: Guiame, com informações do CBN NewsAtualizado: segunda-feira, 6 de março de 2017 14:53
Michael e Rebeca (sua esposa) pastoreiam uma igreja. (Foto
Michael e Rebeca (sua esposa) pastoreiam uma igreja. (Foto

Michael Glatze era um ativista defensor dos direitos LGBT, até ter um encontro com Deus. Isso mudou sua vida completamente. Ele rejeitou o estilo de vida homossexual, casou-se com uma mulher cristã e tornou-se pastor. Agora sua vida é o tema de longa-metragem chamado "I Am Michael".

James Franco, Emma Roberts, Zachary Quinto e Darryl Hannah são alguns dos atores de Hollywood que estão no filme que estreou no festival de Sundance em 2015, mas foi lançado para distribuição (DVD e em formato digital) há três semanas.

"Espero poder compartilhar minha história", disse Michael Glatze em uma coluna publicada pela primeira vez no site WND.com. "Eu sinto que Deus me colocou aqui por uma razão. Mesmo nos dias mais sombrios de festas noturnas, abuso de substâncias tóxicas, eu pensava: 'Por que estou aqui, o que estou fazendo?'. Havia sempre uma voz na minha mente", contou.

O filme descreve a jornada espiritual de Glatze enquanto ele procurava por Deus. A história retrata o fato de Michael Glatze rejeitar sua homossexualidade e se tornar um pastor evangélico. Segundo ele declarou, sua transformação se deu através de Jesus Cristo e começou em 2003 ao se voltar para a Bíblia.

O ex-ativista disse que tudo começou com "sugestões" internas que o estavam levando em uma direção diferente, apesar da vida que ele estava vivendo. Na época, ele era ativista proeminente e editor fundador da revista Young Gay America.

Ele começou sua jornada em uma igreja Mórmon e num centro de retiro budista, mas logo acabou em uma pequena faculdade bíblica em Wyoming rural. Lá ele conheceu a mulher que mais tarde se tornaria sua esposa, Rebeca. Agora, eles pastoreiam uma igreja na área.

Que o mundo saiba

Em 2007, Michael Glatze contou sua história para o mundo. Em uma entrevista exclusiva, ele disse para o WND que "deixar de ter uma vida sob a influência da mentalidade homossexual foi a coisa mais libertadora, bela e surpreendente que eu já experimentei em toda a minha vida".

O ator James Franco interpreta Michael no filme e o diretor Justin Kelly conta a história através da lente do homem que antes defendia ferozmente os direitos dos homossexuais e, finalmente, se tornou um ministro do Evangelho.

Embora, uma grande parte do filme se concentre na vida de Michael antes de sua conversão, os espectadores cristãos podem se relacionar com os momentos em que seu coração é transformado. O pastor recebeu críticas enormes da comunidade gay, mas ele disse que se recusa a ficar em silêncio.

"Estou aqui para viver uma vida boa, honrando a Deus", disse ele. "E, como cristão, eu seria um mentiroso se eu não dissesse às pessoas quem é Deus, o que Ele tem feito na minha vida e como Ele continua a suprir minhas necessidades com bênçãos que nem sei contar", finalizou.

Confira o trailer legendado:

Siga-nos

Mais do Guiame