Ex-baixista do Metallica teve encontro com Deus antes de morrer, segundo sua irmã

Um documentário cristão tem chamado atenção dos fãs do Metallica por revelar novas informações sobre o ex-baixista da banda de heavy metal.

fonte: Guiame, com informações de Christian Post

Atualizado: Segunda-feira, 25 Junho de 2018 as 10:56

 Em 1986, Cliff Burton faleceu em um trágico acidente de ônibus. (Foto: Reprodução)
Em 1986, Cliff Burton faleceu em um trágico acidente de ônibus. (Foto: Reprodução)

Um novo documentário intitulado "The Salvation Kingdom" (O Reino da Salvação, em tradução livre), está animando os fãs de rock. O filme com Connie Burton, a irmã mais velha do baixista icônico do Metallica, Cliff Burton, conta histórias inéditas da vida do músico, incluindo sua jornada de fé.

No documentário de 94 minutos, Connie revela sua fé cristã e conta como foi ajudada pelo Espírito Santo a lidar com a morte de Burton, além de superar o abuso de substâncias tóxicas, prisão e outros episódios.

Burton tinha 24 anos quando foi morto em um acidente de ônibus em 1986. O jovem músico tocou nos três primeiros álbuns do Metallica e foi postumamente introduzido no Rock and Roll Hall of Fame com o Metallica em 2009.

"O filme apresenta todos os fundamentos básicos do Evangelho e conta com entrevistas adicionais de integrantes da banda de metal hardcore digital PANIC, personalidades do Rock Clássico e Metal dos anos 80, líderes de louvor da Igreja e pastores", disse Simon Woodstock, o co-produtor do filme, em entrevista ao site The Christian Post.

O filme procura responder às perguntas: Quem era Cliff Burton? Como ele era quando criança? Quais eram seus hobbies? Com ​​que frequência ele praticava música? Quais eram as suas crenças sobre Deus, o reino espiritual e o diabo? Como ele se sentia sobre o satanismo? Quais eram algumas das influências desconhecidas em sua música? O que a irmã de Cliff falou com ele pouco antes de sua morte?.

"Esse [documentário] definitivamente abriu meus olhos. Eu não sou cristão, mas quero acreditar e mudar. A vida não acabou como eu esperava, eu me encontrei em um lugar muito ruim e estou tentando. Eu achei uma ótima mensagem nesse vídeo", disse um dos comentários do vídeo de divulgação no YouTube, que já tem mais de 62 mil visualizações.

Embora o Metallica tenha sido ligado ao satanismo por causa de canções como "The God That Failed" (O Deus que Falhou), o líder da banda, James Hetfield, disse à France's Clique, em 2017 que ele acredita em Deus.

"Eu acredito em um poder superior, sim. Eu não sei o que é de fato, mas eu vejo isso em todo lugar. É tudo para mim", afirmou. Hetfield disse que este poder superior salvou sua vida depois de superar seu vício em drogas.

Confira o documentário (em inglês):

veja também