Ex-pastor é preso com forte armamento em Porto Murtinho 40MS41

Ex-pastor é preso com forte armamento em Porto Murtinho 40MS41

Atualizado: Quarta-feira, 24 Fevereiro de 2010 as 12

Renê Garrido Arguelho, 40 anos, que trabalha como taxista e já foi pastor evangélico, acabou preso em operação conjunta das polícias Civil e Militar de Porto Murtinho, às 9h de hoje, portando armas e equipamentos proibidos. Foram os vizinhos que denunciaram o pastor à Polícia, através de ligação anônima. Renê costumava ameaçar os vizinhos com um revólver e "uma arma longa", fazendo disparos no quintal da casa em que reside, na rua Margarida, bairro Salim Cafuré, dizia o denunciante.

Renê foi preso no centro da cidade e os policiais acompanharam-no até a residência para conferir se a denúncia da existência de armas era verdadeira. Segundo os policiais, ao chegar em casa, escoltado, ele tentou fazer sinal à esposa para que escondesse as armas.

As armas foram encontradas em outra casa, em frente à sua residência, também locada pelo pastor. A Polícia suspeita que a casa servia como esconderijo do armamento e de produtos de furtos. Entre os objetos encontrados ali havia uma vara de pesca que pertence a um ex-delegado de Porto Murtinho, furtada já há algum tempo. Edicarlos Lourenço

Na casa foram encontrados um revólver calibre 44, um par de algemas, uma toca preta, uma luneta com mira especial, um motor de popa desmontado, um barco de alumínio de cinco metros e uma rede de pesca.

Renê tem passagem pela Justiça, segundo a Polícia de Porto Murtinho. Ele já foi preso por tentativa de homicídio em Campo Grande, há dois anos. (Colaborou Edicarlos Lourenço, de Porto Murtinho)

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também