Ex-stripper é restaurada por Deus e se casa com pastor: “Minha vida nunca mais foi a mesma”

Para sobreviver, Dana Candillo acabou dançando em clubes de strip até encontrar o amor que ansiava em Jesus.

Fonte: Guiame, com informações da CBN NewsAtualizado: quarta-feira, 9 de fevereiro de 2022 13:17
 Dana e seu esposo Rock, um pastor de jovens. (Foto: Reprodução/CBN News).
Dana e seu esposo Rock, um pastor de jovens. (Foto: Reprodução/CBN News).

Dana Candillo cresceu na pobreza e em um ambiente familiar doente, em Missouri, nos Estados Unidos. Sua mãe era uma adolescente viciada em drogas e álcool, e seu pai era presidiário.

Aos 8 anos, Dana foi abusada sexualmente por um conhecido de sua mãe. Ferida, a menina sentia que ninguém se importava com ela. “Eu estava despedaçada; em ruína total. Senti que algo estava errado comigo”, contou Candillo ao The 700 Club. 

Carente de receber amor e aceitação, aos 12 anos, Dana tentou suprir suas necessidades emocionais em festas, drogas e álcool. “Estava procurando em qualquer lugar por amor, por atenção, por alguém que percebesse que eu existia ou que se importasse comigo”, revelou ela.

Durante o Ensino Médio, a adolescente começou a trabalhar como modelo e a participar de concursos de beleza. Era uma forma de ganhar dinheiro e de se sentir vista. Quando Dana tinha 17 anos, o dono de um salão de bronzeamento que ela frequentava, a convidou para participar de concursos de biquíni.  

Candillo aceitou o convite, porém, mais tarde ela descobriu que o homem tinha outros planos para ela. 

“Ele começou a ligar para minha casa. Houve assédio, coerção, manipulação. Ele começou a falar comigo sobre dançar como stripper. As quantias de dinheiro de que se falava eram difíceis de dizer não”, disse Dana. 

A jovem estreou em um clube de strip em Nebraska. Sua primeira noite no palco a levou a passar sete anos e meio na indústria do sexo. 


Para sobreviver, Dana Candillo passou a dançar em clubes de strip, aos 17 anos. (Foto: Reprodução/CBN News).

“Você sente que é glamourosa e que a atenção está em você. E o dinheiro, quando alguém está colocando notas de $100 aos seus pés, como você diz não a isso? É como uma droga. Se torna um vício”, relatou ela.

Tempos depois, a stripper se casou e teve um bebê. Mas, o casamento terminou em divórcio e Dana se viu sozinha para sustentar a família. Então, ela continuou dançando para sobreviver. “O que me atingiu foram minhas contas; as coisas para as quais eu precisava de dinheiro”, afirmou.

Alguns anos depois, Dana engravidou novamente e decidiu fazer um aborto. “Eu não sabia o que fazer porque estava absolutamente sobrecarregada com sentimentos da ausência paterna. Tudo o que eu conseguia pensar era: 'Como eu poderia trazer outra criança a este mundo e permitir que ela se sentisse como eu me sentia?' Indesejada, sem ter um pai’”, confessou.

Se sentindo no fundo do poço, a stripper começou a refletir como seu estilo de vida afetaria sua filha. “Comecei a pensar: 'Tenho uma filha de 4 anos. E se eu for o modelo dela? E se ela decidir seguir meus passos? E isso desencadeou esse reino de terror em mim”, contou. 

Encontrando o amor paternal de Deus

Certo dia, Dana recebeu uma ligação de sua mãe, contando uma novidade: ela tinha se tornado cristã e estava vivendo uma nova vida com Cristo. A mãe a convidou para ir à igreja e a filha aceitou.

“Ela largou completamente o cigarro, o álcool. Era como um milagre. Ver esse processo de transformação acontecer me fez ir e ver o que estava acontecendo”, disse a ex-stripper.

No seu primeiro culto, a jovem se sentiu tocada por Deus, mas a culpa por trabalhar como dançarina a impediu de ir à frente do púlpito e entregar sua vida a Jesus. 

“Eu queria ir à frente. Eu tinha esse impulso e esse desejo, mas comecei a ouvir esse sussurro: 'É melhor você não ir lá e se comprometer com isso. Fui lembrada sobre o que eu precisava fazer para ganhar dinheiro, então isso me fez sair pela porta naquele dia”, disse.


Para sobreviver, Dana Candillo passou a dançar em clubes de strip, aos 17 anos. (Foto: Reprodução/CBN News).

Mas, no domingo seguinte, Dana foi à igreja e aceitou Cristo como seu Salvador. “Fui direto ao altar e entreguei totalmente minha vida, e minha vida nunca mais foi a mesma. Eu clamei a Deus e disse: 'Por favor, me ajude. Se você é real, por favor, entre e me invada minha vida. Invada meu coração. Mostre-me o que fazer e eu farei'”, testemunhou ela.

Pela primeira vez, a ex-stripper se sentiu amada. “Senti este encontro real e autêntico com Deus. Ele disse: 'Eu sou seu pai. Você não é órfã'”, declarou Dana.

Candillo nunca mais voltou aos palcos da noite. Ela conquistou seu diploma em ciências e se tornou enfermeira. Com a vida restaurada, hoje Dana se dedica ao ministério integral e é casada com Rocky, um pastor de jovens. 

A ex-stripper escreveu um livro, contando seu testemunho, intitulado “Surrendered Showgirl”. Além disso, a cristã criou o ministério “Lion's Beauty Queens”, com o propósito de alcançar outras mulheres da indústria do sexo.

“Deus é tão grande. Se Ele pôde pegar uma garota bagunçada como eu que estava no fundo do poço e dizer: 'Garota, eu tenho você. Vou tirar você dessa coisa’. Se Ele fez isso por mim, Ele pode fazer isso por qualquer um”, declarou Dana. 

 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições