Ex-viciado em drogas, judeu se torna vice-presidente da Associação Billy Graham

Ken Barun foi dependente da substância por sete anos até que um representante do programa de drogas o recrutou.

Fonte: Guiame, com informações do GOD TVAtualizado: quarta-feira, 12 de janeiro de 2022 16:07
Ken Barun conta seu testemunho. (Foto: Reprodução / Print de tela ifoundshalom)
Ken Barun conta seu testemunho. (Foto: Reprodução / Print de tela ifoundshalom)

Ken Barun, vice-presidente da Associação Evangelística Billy Graham, já foi viciado em drogas. Quando lhe perguntaram como ele passou de usuário de heroína a fazer parte da organização evangelística cristã internacional, ele disse com confiança: “É tudo sobre Jesus”.

O pai de Ken o deserdou quando ele se tornou viciado em drogas. Ele foi dependente da substância por sete anos até que um representante do programa de drogas veio e o recrutou para participar de um programa de tratamento residencial com o qual ele concordou. Eventualmente, ele se tornou o presidente do mesmo programa de reabilitação de drogas.

Seus esforços em ajudar viciados em drogas logo foram reconhecidos pelo ex-presidente dos Estados Unidos, Ronald Reagan. O presidente então fez de Ken seu contato público para o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA.

Juntos, eles fundaram a Ronald Mcdonald House Charities, e Ken se tornou seu presidente. Ele ajudou a construí-lo para se tornar uma das instituições de caridade mais inovadoras do mundo.

Apesar do sucesso, Ken ainda se sentia vazio.

Amigo de Jesus

Um dia, em um evento de arrecadação de fundos, Ken conheceu um amigo de Jesus. Seu nome era Paul Saber. Ele apresentou Jesus como o Messias judeu.

Ken ficou inicialmente surpreso com a ideia. Mas, à medida que a conversa prosseguia, ele finalmente cedeu. “Deus, perdoe-me pelos meus pecados”, ele orou. “Aceito Jesus como meu Salvador. Eu me arrependo de todas as coisas erradas que fiz de errado, e peço que você entre em meu coração e alma e me faça novo novamente”.

Depois de sua oração, ele não pôde deixar de soluçar. Mas, ele sentiu um peso todo tirado de seus ombros. Seu coração estava de repente inteiro. “Era uma realidade física”, declarou.

Mas, a surpresa final aconteceu depois que Ken ligou para seu pai. Ele contou a ele sobre seu encontro com Jesus e, como judeu, imaginou que seria deserdado mais uma vez. Seu pai chorou, mas não eram lágrimas de tristeza, mas sim de alegria. Porque seus pais realmente encontraram Jesus quando estavam procurando uma solução para seu problema com as drogas.

Siga-nos

Mais do Guiame