Extremistas açoitam evangelista que pregava para mendigos

Extremistas açoitam evangelista que pregava para mendigos

Atualizado: Quinta-feira, 28 Agosto de 2008 as 12

Extremistas hindus surraram um evangelista sob a alegação de que ele forçava conversões, na vila de Baswapur, distrito de Nizambad, Estado de Andhra Pradesh. O Conselho Mundial de Cristãos da Índia (GCIC) relatou que o evangelista Shyam Kumar entregou partes do Evangelho para alguns mendigos que fazem ponto perto do templo hindu e começou a falar sobre Cristo com eles.

Quatro homens que observavam à distância avançaram contra Shyam, acusando-o falsamente de forçar a conversão dos mendigos. Eles chutaram e socaram o evangelista até que ele caísse, além de pegarem o material que ele distribuía.

"Mais tarde, os ferimentos internos e os hematomas nos braços e pernas de Shyam foram tratados em uma casa de saúde particular", contou Sajan George, do GCIC, à agência de notícias Compass. "Ele não apresentou queixa já que perdoou os agressores", explicou.

Mulheres e crianças agredidas

No mesmo dia, em Nova Délhi, nacionalistas hindus atacaram uma casa em que se realizava uma reunião de oração, em Shahabad, e acusaram o pastor de "forçar" conversões e ameaçaram matar os cristãos se o grupo não se dispersasse na mesma hora.

A Associação Legal Cristã da Índia relatou que, por volta das 8h, os extremistas, liderados por Pandit Dhanlal Diweli, invadiram a reunião de oração e bateram no pastor Akbar Suna, da Missão Colheita do Evangelho Pleno. Eles esmurraram e esbofetearam outros cristãos, incluindo mulheres e crianças.

Os cristãos receberam tratamento hospitalar. O responsável pela delegacia da área, Hanuman S. Meena, disse que a atitude contra os dois grupos foi baseada na seção 107/150, do Código de Procedimento Criminal, a fim de manter a ordem e prevenir futuros conflitos. Ele acrescentou que, dependendo do resultado do exame médico, uma atitude contra os agressores seria tomada.

veja também