“Faça da sua crise um motivo para ter uma nova experiência com Deus”, aconselha pastor

O pastor Joel Engel lembra que diante de um grave momento de crises, Deus continua abrindo portas para novos começos.

fonte: Guiame, Luana Novaes

Atualizado: Quinta-feira, 26 Novembro de 2020 as 4:03

(Foto: 4maksym/Getty Images/iStockphoto)
(Foto: 4maksym/Getty Images/iStockphoto)

A pandemia de Covid-19 tem atingido muitas pessoas não apenas na saúde física, mas também na vida financeira, através da perda de empregos, redução de salários e falências. Mas diante de um grave momento de crises, o pastor Joel Engel lembra que Deus abre o caminho para “um novo começo”.

Em culto transmitido online na terça-feira (24), Joel Engel lembrou-se do momento em que Jacó recebeu a bênção de seu pai, Isaque, e partiu para uma nova terra. No caminho, parou para pernoitar e usou uma pedra como travesseiro.

Naquela noite, Jacó teve um sonho no qual viu os anjos de Deus subindo e descendo por uma escada que alcançava os céus. No sonho, Deus disse que daria aquela terra a seus descendentes e prometeu estar com Jacó por onde fosse, segundo Gênesis 28.

Na manhã seguinte, Jacó pegou a pedra que tinha usado como travesseiro, a colocou de pé como coluna e derramou óleo sobre o seu topo. Então fez um voto, dizendo: “Se Deus estiver comigo, cuidar de mim nesta viagem, me prover comida e roupa, e me levar de volta em segurança à casa de meu pai, então o Senhor será o meu Deus”. (Gênesis 28:20-22)

O pastor observa que Jacó deixou a casa de seu pai sem nada, apenas com um cajado e um pouco de azeite. “Se você tiver que começar sua vida novamente, tenha confiança que é possível recomeçar com apenas uma pedra para encostar a cabeça, um pouco de azeite e o cajado”, afirma.

Engel explica o significado destes três símbolos: o cajado, o azeite e a pedra. “O cajado serve para conduzir as ovelhas, mas também representa autoridade. Jacó tinha uma autoridade sobre a vida dele”, pontua.

“O azeite simboliza a presença do Espírito Santo em nossas vidas. O azeite nunca deve diminuir”, acrescenta. “Já aquela pedra representa um novo começo. Fazer um voto com Deus quer dizer fazer uma aliança e colocar Deus no negócio”.

Olhando para o relato bíblico, o pastor incentiva a fazer o mesmo que Jacó: “Ele fez da sua crise um motivo para que ele pudesse ter uma experiência nova com Deus”.

Já que a fé sem obras é morta (Tiago 2:26), Engel também incentiva a ter uma fé que não apenas crê, mas também obedece e se move. “A fé nos leva a fazer obras, nos leva a agir, nos leva a caminhar. Nós precisamos hoje de fé para nos levantar das cinzas e recomeçar uma nova história”.

“Como Jacó, devemos estar sempre atento às oportunidades. Não devemos fixar os nossos olhos na crise, no impossível ou nas coisas difíceis”, aconselha o pastor. “Se hoje o emprego acabou, se a empresa faliu, só arregace as mangas e vai!”

Engel também encoraja a deixar a zona de conforto e aceitar todos os desafios que Deus proporciona. “Um homem de Deus não se acomoda. Da mesma forma que consegue prender uma águia numa gaiola, ninguém consegue parar alguém que tem uma unção, que tem um chamado”.

“Todos nascemos com algo dentro de nós que não é humano. Ainda que o nosso corpo físico esteja se desgastando, há algo dentro de nós que se levanta com força. Há algo dentro de cada ser humano que traz a capacidade de se reinventar”, acrescenta. “Quem disse que você está derrotado? Somente você pode fazer de si mesmo um derrotado; Deus não te criou fracassado”.

Engel lembra que Deus permitiu aquela situação na vida de Jacó para que ele saísse de seu lugar rumo ao seu destino. “Não fique culpando o governo por causa da crise, você precisa saber quem é você e o que tem dentro de você”, aconselha. “Deus está acima de tudo e pode abrir portas”.

Veja a pregação completa:

veja também