Falso pastor evangélico é preso acusado de abusar sexualmente de quatro menores

Falso pastor evangélico é preso acusado de abusar sexualmente de quatro menores

Atualizado: Segunda-feira, 21 Junho de 2010 as 5:13

No final do mês de maio de 2010, o Chefe do SEVIC da DEPCA, Agente de Polícia Flávio recebeu um telefonema do Chefe do SEVIC da Delegacia de Rolim de Moura - Rondônia, o agente de Polícia Roberval, o qual informava que um Pastor, identificado como José Cléber Rodrigues dos Santos, 32 anos, teria um Mandado de Prisão em aberto, expedido em março de 2010, pelo Juiz de Direito Audarzean Santana da Silva da Comarca de Rolim de Moura.

O policial Roberval informou que após intensa investigação e várias campanas nas igrejas daquele município, localizou o pastor José Cléber, também chamado de Pastor "Clebinho", que tentou fugir ao pular uma das janelas da igreja.

Ainda segundo informações, José Cléber teria vindo a Porto Velho em uma motocicleta Yamaha YBR, cor Preta, Placa NCN 0910, com restrição de furto e/ou roubo, que estaria homiziado em lugar incerto na cidade de Porto Velho e estaria freqüentando alguma igreja Wesleyana nesta capital.

Depois de informar a Autoridade Policial Titular da DEPCA, de posse das informações repassadas pelo colega de Rolim de Moura e de cópia do Mandado de Prisão, o APC Flávio montou uma equipe formada pelos agentes Amarildo, Clóvis e por alguns alunos da ACADEPOL efetuando várias diligências com o intuito de localizar e prender o Pastor José Cléber.

Inicialmente, as diligências foram realizadas em algumas igrejas Wesleyanas, sendo mantido contato com um pastor da Igreja Central, o qual informou que não havia ninguém com as características de José Cléber frequentando as igrejas locais. Numa determinada noite, procurando pela citada moto no estacionamento e adjacências da Igreja Wesleyana Central, infelizmente não foi localizada.

Posteriormente, diligências e campanas foram feitas à residência de uma irmã de José Cléber, que mora no bairro Costa e Silva, mas constatou-se que o infrator já havia fugido novamente para local incerto e não sabido.

Contra José Cléber pesam as acusações de abusos sexuais praticados em quatro vítimas do sexo feminino, sendo uma criança de 12 anos e três adolescentes de 15, 16 e 17 anos. JOSÉ CLÉBER era líder espiritual, Pastor da Igreja Wesleyana Unida criada por ele no município de Rolim de Moura, sendo que ele levava as vítimas para esta igreja com o objetivo de fazer "curas interior e quebra de maldição". Em determinada investida, há relatos de uma vítima de que ele passava óleo nas mãos, despia a vítima, mordia os seus seios e introduzia o dedo na vagina da mesma, mostrava revistas eróticas, entre outros atos.

Levando em conta o cerco policial e eminência de ser preso a qualquer momento, tendo em vista que o Mandado de Prisão em desfavor de José Cléber foi cadastrado na POLINTER; o infrator então resolveu se apresentar recentemente acompanhado do seu advogado no Fórum Criminal de Rolim de Moura, onde foi preso e recolhido à cadeia pública.

veja também