Fanáticos religiosos aceitam ser crucificados para provar a fé nas Filipinas

Fanáticos religiosos aceitam ser crucificados para provar a fé nas Filipinas

Atualizado: Quarta-feira, 15 Junho de 2011 as 9:14

De acordo com o programa Ooops! a Igreja Universal do Reino de Deus colocou R$480 milhões nos cofres da Rede Record em 2010. Esse valor representa cerca de R$40 milhões por mês para quitar os programas religiosos que ocupam a programação da madrugada.

A reportagem usou um estudo inédito e sigiloso que mostra as operações financeiras da emissora de Edir Macedo. Mas apesar desse montante que entra todos os meses, a Record fechou o ano de 2010 com um prejuízo de R$1,7 milhão, segundo informações do Diário Oficial Empresarial publicado em 31 de maio.

O faturamento total da emissora foi de R$1,9 bilhão, ou seja, quase 1/4 (um quarto) do que a Record fatura vem da IURD.

É importante dizer que essa relação entre a emissora e a igreja não apresenta nenhum transação financeira ilegal, qualquer instituição religiosa pode alugar espaço em redes de televisão. Tanto que a própria IURD mantém programas na TV Gazeta e até tentou negociar a programação do SBT.  

Confira a reportagem:

veja também