Filme conta história de ex-membro da Ku Klux Klan que foi evangelizado por pastor negro

'Burden' conta a história de um rapaz que decide abandonar o grupo racista e é acolhido por um pastor negro ao sofrer retaliação dos membros da organização.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Terça-feira, 28 Janeiro de 2020 as 11:23

Pastor Kennedy batiza Mike Burden em um rio, após conversão do rapaz. (Imagem: Youtube / Reprodução)
Pastor Kennedy batiza Mike Burden em um rio, após conversão do rapaz. (Imagem: Youtube / Reprodução)

"Burden", um filme novo e poderoso sobre um ex-membro da Ku Klux Klan (KKK) cuja vida foi transformada depois de fazer amizade com um pregador negro que ele planejava assassinar, em breve chegará às telonas dos EUA.

Com lançamento previsto em alguns cinemas dos EUA para 28 de fevereiro, o filme “Burden” conta a história real de Michael Eugene Burden Jr., que em 1996 abriu a loja Redneck Shop e o Klan Museum em Laurens, Carolina do Sul, exibindo parafernália da KKK, incluindo uniformes e fotografias da Klan com capuz branco de linchamentos.

No entanto, depois de conhecer uma mulher que o convence a deixar o grupo racista, Burden renuncia sua a membresia e vende sua loja ao Rev. David E. Kennedy, um pastor negro cujo tio foi linchado pela KKK.

A decisão de Burden de vender sua loja enfurece os membros da Klan, que buscam vingança. Como a KKK detém um tremendo poder sobre a pequena cidade, Burden logo se vê sem emprego e sem dinheiro.

Apesar de suas dúvidas, o reverendo Kennedy, pastor da Igreja New Beginnings, decide abrigar Burden, sua namorada e seu filho. Ao fazer isso, o pastor e os membros da comunidade deixaram de lado suas próprias dúvidas, na esperança de ensinar ao ex-membro do clã sobre amor e aceitação. Graças à bondade, compaixão e graça do pastor, Burden se entrega a Jesus e é batizado.

Um trailer do novo filme mostra o momento em que o reverendo Kennedy abraça Burden, dizendo aos céticos membros da comunidade: "Eu o vejo como um irmão em Cristo".

"Gostaria de saber se vocês podem me perdoar", diz Burden mais tarde. "Espero que Deus possa me perdoar."

No entanto, a decisão do pastor de ajudar Burden a deixar para trás seu violento pastor o coloca em rota de colisão com o manipulador KKK líder Tom Griffin, que preside a reuniões frequentes de jovens membros do clã.

O filme é dirigido pelo cineasta indicado ao Oscar, Robbie Brenner ("Dallas Buyers Club") junto com Andrew Heckler.

O premiado ator Forest Whitaker e o cantor de R&B Usher estrelam "Burden". Garrett Hedlund, Crystal Fox, Andrea Riseborough, Tom Wilkinson e Tess Harper completam o elenco do filme, que estreou no Festival de Cinema de Sundance em 2018 e ganhou o Prêmio de Audiência Dramática dos EUA.

"Burden" é baseado no livro de Courtney Hargrave, lançado em 2018, “Burden: A Preacher, a Klansman and a True Story of Redemption in Modern South” (“Burden: Um pregador, um Homem do Klan e uma História Real de Redenção no Sul Moderno”).

O filme é classificado como uma produção que contém cenas violentas, pois retrata a violência que os membros da KKK cometeram contra Burden e o reverendo Kennedy.

veja também