Filme cristão que alerta sobre os perigos da exploração sexual está disponível na Netflix

Criado pela Exodus Cry, uma organização cristã, a produção combate a normalização da exploração sexual.

fonte: Guiame, com informações do Hello Christian

Atualizado: Quinta-feira, 1 Fevereiro de 2018 as 11:57

O filme ainda retrata o impacto que a indústria pornográfica está causando nesta geração. (Foto: Divulgação).
O filme ainda retrata o impacto que a indústria pornográfica está causando nesta geração. (Foto: Divulgação).

A Netflix liberou nesta quinta-feira (1) o filme "Liberated: The New Sexual Revolution", um documentário que procura expor os perigos da exploração sexual, onde muitos jovens mergulham. Criado pela Exodus Cry, uma organização cristã, a produção combate a "normalização" da exploração sexual, bem como o impacto que a indústria pornográfica está causando nesta geração.

"Nós acreditamos que ‘Liberated’ desencadeará uma conversa nacional sobre normas sexuais tóxicas em nossa sociedade, particularmente entre estudantes universitários", diz a página do filme no Facebook.

Brooke Axtel, escritora, advogada, sobrevivente de abuso sexual e embaixadora do filme, acrescentou: "Liberated é um filme poderoso que não só expõe as realidades da cultura de conexão e as raízes da violência sexual, mas aponta para a possibilidade da liberdade. Liberdade para conexão e auto-expressão. Todas as histórias convincentes no filme iluminam esta verdade: é hora de uma nova revolução sexual".

O diretor do filme, Benjamin Nolot, disse que quer que o filme divulgue consciência entre os jovens e agite uma transformação radical. Enquanto ele e a Exodus Cry têm uma forte visão de mundo bíblico, o objetivo do filme é revelar os perigos de uma sociedade hiper-sexualizada de forma secular.

“Nosso objetivo ao iniciar o projeto foi filmar muitos aspectos da cultura sexual hoje, e nós realmente fizemos", disse Benjamin Nolot ao OC Weekly. "Nós também gravamos filmagens discutindo sobre a indústria da pornografia. Retornamos e encontramos toda essa filmagem de garotas sendo tateadas. A gente sabia que tinha de contar essa história”, salientou.

O site da Exodus Cry explica a missão do filme em detalhes ainda maiores, incluindo o fato de que o documentário apresenta imagens que não devem ser vistas por determinada faixa de idade devido à natureza do assunto. Mas eles acreditam que a questão não pode ser ignorada: "Chegamos à conclusão de que nunca seremos capazes de interromper a exploração sexual de mulheres e crianças se não mudarmos a cultura pornográfica que a alimenta", finalizou.

Confira o trailer (em inglês):

 

veja também