Foi Deus quem me trouxe para o Ceará

Foi Deus quem me trouxe para o Ceará

Atualizado: Quarta-feira, 1 Abril de 2009 as 12

Atacante Misael, destaque do Ceará nos últimos jogos, conta como teve o seu caminho desviado para o Ceará.

'Graças a mão de Deus eu vim parar aqui no Ceará. Estava viajando de carro para me apresentar ao Ferroviário. Mas, tive um pressentimento de que não seria feliz e desisti no meio do caminho. Três dias depois, estava em Porangabuçu. Hoje, estou feliz e convicto de que fui levado a fazer o melhor para mim e a minha família', confessou o atleta Misael, 21 anos, que é evangélico.

Mudança de rumo

A história da sua mudança de rumo teve a participação do promotor de Justiça do Maranhão, João José e Silva Veras, que é irmão do dirigente do Alvinegro Paulo Veras. Foi ele quem, a pedido dos diretores do Vozão, procurou o atleta de sua residência e lhe comunicou o interesse do clube cearense em tê-lo em seu elenco. 'Senti firmeza no contato com o pessoal do Ceará. Com o Ferroviário, não consegui falar diretamente com os dirigentes, apenas com intermediários'.

Titular aos 16 anos

Misael é um talento precoce. Quando tinha apenas dez anos e jogada em campos de areia em São Luís, sua terra natal, foi convidado a jogar no time de numa instituição. Depois, nas categorias de base do Sampaio Corrêa. Aos 16 anos, já era titular. Seu futebol despertou a atenção do maior rival, o Moto Clube, para onde se transferiu e foi campeão em 2006 e 2008, tendo se destacado nos dois certames. Em 2007, teve uma rápida passagem no futebol da Tunísia onde, segundo ele, sofreu uma contusão e acabou voltando.

Misael ressalta que um dos responsáveis por sua carreira é o senhor Brito, que o descobriu jogando no subúrbio maranhense. 'Ele me levou para uma fundação que me dava merenda e almoço e depois me encaminhou para o Sampaio. Sou grato a ele e já lhe mandei uma camisa do Ceará'.

O atacante, que anotou seis gols vestindo a camisa do Ceará, compartilha o bom momento com a esposa Tarciane e o filho Michael, de quatro anos. 'Eles e Deus representam tudo na minha vida', garante o jogador que é membro da Assembléia de Deus.

Nas concentrações do Ceará, conforme Misael, ocorrem verdadeiros cultos. Além dele, são evangélicos Alex Gaibu, Boiadeiro, Erivélton, Chicão, Luís Maranhão e Heleno, dentre outros. 'Além deles, outros jogadores como o Adílson e o Geraldo nos acompanham nas nossas orações. Por isso o nosso clima no Ceará é de harmonia'.

veja também