Folha de S. Paulo destaca nova obra de G. K. Chesterton

Folha de S. Paulo destaca nova obra de G. K. Chesterton

Atualizado: Sexta-feira, 23 Julho de 2010 as 10:38

"O homem eterno" fala sobre quem foi Jesus Cristo e seu papel na história da humanidade

O jornal Folha de S. Paulo do último sábado publicou uma resenha crítica sobre O homem eterno, obra de G. K. Chesterton, autor de Ortodoxia, recentemente lançada pela Mundo Cristão. O texto, assinado por Alcir Pécora, professor de teoria literária da Unicamp, sob o título "Chesterton escreve apologia irônica do catolicismo popular", é uma análise do livro que assinala os pontos altos da escrita chestertoniana.

Pécora destaca o bom-humor de Chesterton, cuja obra é uma defesa da divindade de Cristo e de seu papel transformador para a humanidade, em contraponto ao que a ciência pregava na época. "Tiradas impagáveis em série derretem as provas científicas em falácias ecoadas por 'dez mil línguas de fofoqueiros' a falar do que não sabem, com pedantismo", diz o professor.

Ainda de acordo com o texto da seção Ilustrada, "o que há de mais intrigante, e paradoxalmente libertário, em Chesterton, é que, ao obrigar o discurso científico a recuar sobre si mesmo e admitir que não dispõe de provas suficientes para reduzir as outras crenças a mitologias idiotas, ele atua não apenas como o publicista conservador de uma religião, mas como um crítico de todo totalitarismo intelectual".

Na avaliação final do jornal, O homem eterno foi apontado como ótimo.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também