Força Jovem Bahia promove campanha de conscientização contra o crack

Força Jovem Bahia promove campanha de conscientização contra o crack

Atualizado: Sexta-feira, 10 Dezembro de 2010 as 8:19

Potente e destruidor, o crack influência diretamente nas famílias e na sociedade, pois quando alguém toma a decisão de experimentar a droga está correndo o risco de se tornar um viciado compulsivo pela pedra.

Estudos revelam que a fumaça chega ao cérebro entre 8 e 12 segundos após a primeira tragada e junto com ela uma  euforia toma conta de quem usa, chegando ao fim pouco tempo depois. Mas, essa sensação que o crack proporciona ao usuário tem um preço muito alto para a saúde de quem usa. A droga passa por toda a corrente sanguínea deteriorando o corpo e tornando a pessoa dependente química. Muitos, para sustentar o vício, passam a pedir dinheiro para amigos e familiares. Outros recorrem à criminalidade e comentem furtos que os colocam em situações moralmente degradantes.

Pensando nisso, o Força Jovem Bahia promoveu, recentemente, uma grande campanha de conscientização num dos pontos turísticos mais visitados de Salvador, o Farol da Barra. Com o objetivo de alertar a sociedade sobre os perigos do crack, mais de 300 jovens se reuniram no local, onde distribuíram cartilhas educativas e conversaram com os banhistas sobre as consequências negativas da droga.

A estudante Angela Simas, de 15 anos, uma das voluntárias do grupo, exaltou a importância da campanha e disse estar muito feliz em poder colaborar com a conscientização.

“É uma ótima iniciativa para informar a todos os pais e jovens sobre o real perigo do crack, uma droga muito barata e que vicia de um modo arrasador, deixando quem usa de forma irreconhecível”, declarou. Já o operador de áudio e vídeo Claudio Meneses (foto ao lado), de 34 anos, acredita que se cada um fizer a sua parte, muitos jovens podem ser salvos dos vícios. “Não podemos olhar o problema e ficar de braços cruzados, pois os jovens são o futuro do nosso país”, ressaltou.

De acordo com o pastor Adriano Lopes, responsável pelo trabalho evangelístico com os jovens da Bahia, além das campanhas, o Força Jovem Brasil conta com um trabalho incessante de apoio aos dependentes químicos, chamado Dose mais forte.

"Nós sabemos o mal que essa droga causa e como é difícil sair do domínio dela. Por isso, nossa equipe vai às periferias, às comunidades, convidando esses jovens que estão no vício para participarem do projeto. Uma vez participando, eles têm a chance de exercerem atividades esportivas, cursos profissionalizantes e diversos outros atrativos que visam não somente arrancar os jovens das drogas, mas também proporcionar um futuro promissor para cada um deles”, explica o pastor, após entregar uma cartilha explicativa a um banhista.

Foi depois que encontrou ajuda neste projeto que a jovem Marley de Souza,de 25 anos, teve a vida restaurada. Ela conta que com 15 anos teve o primeiro contato com a droga e se tornou uma adolescente rebelde que fazia a família sofrer muito por causa do descontrole dela. Mas, ao conhecer o projeto, decidiu dar um basta na vida de vícios e com o apoio recebido, se livrou do crack e hoje é uma pessoa totalmente diferente.

“Hoje eu tenho uma vida transformada, e não sou mais motivo de vergonha para minha mãe, pelo contrário, sou motivo de orgulho, pois tanto minha família como as outras pessoas que me conheceram sob o domínio do crack, quando me veem se surpreendem com a  mudança que Jesus fez na minha vida”, finaliza.

veja também