Força Jovem Brasil parte para o evangelismo nas artes marciais

Força Jovem Brasil parte para o evangelismo nas artes marciais

Atualizado: Segunda-feira, 3 Janeiro de 2011 as 9:15

No Rio de Janeiro, o clube de São Cristóvão é famoso por ser o berço de grandes jogadores de futebol, entre eles Ronaldo “o Fenômeno”. Além do futebol, nos últimos anos o clube vem sediando o projeto "Evangelismo no tatame", desenvolvido pelo grupo Força Jovem Brasil, da Igreja Universal do Reino de Deus.

Como o esporte é uma ferramenta que atrai todos os tipos de pessoas, o projeto tem como objetivo principal a conscientização dos jovens sobre a importância de tomar decisões corretas e de ser um cidadão de bem.  

Aproximadamente, 900 alunos estão registrados no projeto que inclui todas as idades e categorias. O Evangelismo no Tatame tem ajudado a descobrir novos talentos, ano após ano. Miguel Sciamarelo, de 7 anos (foto ao lado) foi um desses jovens, que se tornou campeão brasileiro em 2010. Para os pais dele, após ele ingressar nas aulas, as notas na escola, a alimentação e o comportamento melhoraram.

O professor João Luiz Ferreira de Miranda, responsável pelas atividades, contou sobre o início do projeto, dificuldades e metas. “Considerada a melhor equipe de Judô do Brasil, o Evangelismo no Tatame possui outras metas que é conquistar  a medalha olímpica de Judô nos jogos de 2016, que serão realizados no Rio de Janeiro e expandir essa ideia para todos os estados no Brasil", explicou.

Além de formar campeões, as ações esportivas têm restaurando a vida dos alunos, como é o caso da Isabel Bezerra, de 19 anos, que superou a perda da mãe e hoje é integrante do grupo Força Jovem.

As aulas acontecem todas as terças e quintas a partir das 19 horas, na Avenida Dom Helder Câmara, 4242, Del Castilho, Rio de Janeiro.

Por meio dos projetos, o grupo Força Jovem Brasil, leva milhares de jovens a terem um compromisso sincero com a Palavra de Deus, como o Evangelismo no Tatame, que visam afastá-los das drogas e da criminalidade.

Leandro Brand, de 22 anos, (foto ao lado) fala com propriedade sobre a vida que conquistou, após ter um encontro verdadeiro com Deus. “Tive uma infância que sempre esbarrava na miséria, meu pai é muito trabalhador, conquistou casa própria carro e até fomos donos de uma padaria, porém sempre vivemos de aparência, muitas vezes faltando até o que comer”, lembra.

Em 1996, a mãe dele conheceu o trabalho evangelístico da Igreja Universal e ele a acompanhou. Ele frequentou as reuniões até os 14 anos de idade, mas quando começou a trabalhar, se afastou da Igreja e passou a sair à noite para bares com os amigos. “Achei que já era responsável pela minha própria vida, na verdade por toda minha juventude, sendo apresentado ao mundo das piores maneiras. Conheci pessoas que usavam drogas passei a consumir álcool, chegando ao ponto de cair na rua e só acordar no outro dia”, declara.

Por várias vezes ele tentou deixar de lado a vida que tinha e voltar para a Presença do Senhor Jesus, mas não conseguia. “Tomei uma atitude e voltei. Entrei na Igreja e decidi que largaria tudo relativo ao mundo. Não foi fácil, mas lutei contra mim mesmo e contra o mundo e venci. Afastei-me dos amigos e deixei de beber e de me prostituir. Fui convidado por obreiro para assistir a uma reunião do Força Jovem, confesso que resisti por um tempo, mas com muita perseverança fui assistir à reunião e nunca mais saí de lá. No grupo, aprendi a reencontrar a razão de viver. Conheci pessoas que passaram por situações iguais ou piores que as minhas, mas que também venceram. Tive um encontro real com Deus, fui batizado com o Espírito Santo, conheci minha futura esposa e sou muito feliz”, finaliza.

veja também