Fortalecimento espiritual une família em São Paulo

Fortalecimento espiritual une família em São Paulo

Atualizado: Terça-feira, 13 Dezembro de 2011 as 1:46

Desrespeito, agressividade, relações extraconjugais, consumo de bebidas alcoólicas, dificuldades financeiras e tantos outros problemas contribuem para instabilidade matrimonial e para a falta de harmonia familiar. Isso ocorreu com a dona de casa Maria da Conceição Silva Santos, de 45 anos, casada com o bancário João Renildo Souza Santos, de 49, mãe de Deisiane Souza Santos, de 27, de João Paulo Souza Santos, de 23, e de Débora, de 22.

Os relacionamentos que João Renildo mantinha o fazia passar a maioria dos dias da semana fora de casa. Com isso, ele deixava de suprir as necessidades do lar, ficou endividado, provocando uma crise que desestruturou toda a família.

"Eu costumava consumir bebidas alcoólicas. Com os problemas que surgiram, o consumo se tornou compulsivo. Os nossos filhos eram desunidos por presenciarem tantas discussões e até agressões físicas. Eu fumava muito, era bastante nervosa, em várias situações de conflito cheguei a quebrar utensílios domésticos", lembra Maria Conceição.

Desespero Ela conta que foi ficando cada vez mais perturbada, sentia ódio do marido, tinha insônia, ouvia vozes, via vultos. As amantes ligavam para a casa dela e lhe tiravam a paz. Maria chegou a fazer tratamento com psicólogos, pois pensava que iria ficar maluca.

"Meu marido não cuidava dos filhos, nos ofendia. Muitas vezes, vizinhos nos doavam alimentos. Eu pensava que a morte seria a única forma de sair daquela situação, mas quando olhava para meus filhos não tinha coragem de fazer nenhuma besteira", disse Maria.

Após ouvir uma conversa entre duas senhoras que contavam bênçãos obtidas através da crença em Jesus Cristo, Maria decidiu participar de uma reunião na Igreja Universal do Reino de Deus.

"Senti uma paz inexplicável somente por está ouvido aquelas mensagens de fé. Depois de frequentar alguns dias, deixei de fumar, de consumir bebida alcoólica, me tornei mais confiante e no meu coração nasceu uma certeza de que o meu casamento poderia ser salvo e de que a minha casa poderia ser um pedacinho do céu", declarou.

Mudança De fato quem vê a família de Maria hoje não consegue perceber que eles passaram por momentos muito difíceis. O propósito da Fogueira Santa de Israel foi decisivo para a transformação de toda família. "Meu pedido foi atendido, João Renildo passou a me acompanhar à Igreja e mudou inteiramente de comportamento", disse Maria.

"Apesar de ter aquele comportamento conturbado, eu tinha desejo de viver bem com a minha esposa e filhos, mas não conseguia. Agia sem pensar, não refletia sobre as consequências. Quando comecei a perceber que a minha esposa tinha mudado radicalmente, decidir entregar a minha vida ao Senhor Jesus. Não foi fácil, mas também fui transformado e a minha vida se desenvolveu em todos os aspectos", explica João Renildo.

A família que morava de aluguel e que passava necessidades, hoje, residem num apartamento de três quartos, com conforto e numa ótima localização. O carro velho deu lugar a um veículo zero quilômetro que, eventualmente, é trocado por um modelo novo.

"Por meio da Palavra de Deus, a minha visão se abriu. Eu não me considero um religioso, pertenço à nova geração, a geração daqueles que lutam com a certeza da vitória", declarou Renildo.

A união familiar é constante no lar de Maria Conceição. Os filhos mais velhos são universitários e vivem em harmonia uns com os outros.

"Observamos a mudança em nossos pais, inicialmente em nossa mãe, que antes nos tratava de forma áspera e vivia desanimada. Depois observamos que ela estava nos tratando bem e se tornou uma mulher forte. O nosso lar que era cheio de conflitos hoje é repleto de harmonia", destacou Deisiane que é enfermeira.

"Inicialmente acompanhei minha mãe, comecei a participar do Força Jovem, notei muitas diferenças na minha vida, o Senhor Jesus trouxe novas expectativas para nós," disse João Paulo que é engenheiro.

"A nossa família só foi abençoada porque cada um teve o seu interior restaurado e isso se refletiu na nossa convivência. O Senhor Jesus é o que tenho de mais importante, com Ele tenho segurança e prudência no agir", finalizou Débora que é graduanda em nutrição.     Via Arca Universal

veja também