Governador do Paraná comparece ao velório do pastor José Pimentel

Governador do Paraná comparece ao velório do pastor José Pimentel

Atualizado: Segunda-feira, 28 Fevereiro de 2011 as 10:50

Centenas de autoridades eclesiásticas, políticas e fiéis compareceram ao velório do pastor José Pimentel de Carvalho, que faleceu na quinta-feira (24), aos 95 anos. A cerimônia fúnebre aconteceu na sede Assembleia de Deus, da capital paranaense, neste sábado.

Beto Richa e Orlando Pessutti, governador e ex-governador do Estado do Paraná, José Wellington Costa Júnior, presidente do Conselho Administrativo da CPAD (editora da Assembleia de Deus no país) e a deputada estadual pelo Paraná e cantora, Mara Lima, participaram do culto de adeus.

Presidente da Assembleia de Deus em Curitiba (PR), o pastor José Pimentel de Carvalho era um dos grandes nomes da denominação, tendo, inclusive, presidido a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), órgão máximo da igreja no país, nos anos 60, 70 e 80.

A história do irmão Pimentel Quando o pastor José Pimentel de Carvalho chegou a Curitiba, as nove igrejas da denominação não somavam mais que 700 membros. Naquele ano de 1962, vindo do Rio de Janeiro, o pastor fora aclamado pelos membros da igreja para ser o líder da Assembleia de Deus na capital. Pouco antes de falecer, pôde se orgulhar de que os fiéis já passavam dos 90 mil membros na Grande Curitiba, espalhados em quase dois mil templos.

Nascido em Rio das Flores (RJ), em 1916, o pastor converteu-se aos 14 anos, quando foi batizado. Aos 29 anos, foi consagrado pastor e, até mudar-se para Curitiba, pregou para comunidades carentes das favelas cariocas. Durante todo o tempo, contou com o apoio da esposa, Rosa Maria de Carvalho, que conheceu aos 19 anos, numa fábrica de tecelagem, falecida em 2002. Juntos tiveram 11 filhos, oito ainda vivos.

Pimentel foi seis vezes presidente da Convenção Geral das As¬¬sembleias de Deus no Brasil (CGADB) e fundador da revista A Seara. O pastor, que pedia aos demais para ser chamado de ‘irmão Pimentel’, era um dos três líderes ainda vivos que chegaram a conhecer os fundadores da igreja no país e esperava ansioso pelas comemorações do centenário da Assembleia de Deus, fundada por missionários suecos em 1911.

Antes de falecer de septicemia, o pastor passou mais de um mês internado no Hospital Evangélico. Enquanto estava bem, gostava de fiscalizar as construções de templos pelo estado e como se saíam os professores da escola dominical. Além de dar conselhos, gostava de recitar aos interlocutores seu trecho favorito da Bíblia, em Provérbios 4:23: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida”.  

veja também