Governo chinês inclui propaganda anti-cristã em filmes para alunos do jardim da infância

Os comerciais não tiveram muito efeito nos adultos e agora o alvo do país comunista está nas crianças a partir de 3 anos.

Fonte: Guiame, com informações de Bitter WinterAtualizado: quinta-feira, 4 de novembro de 2021 18:06
Crianças chinesas. (Foto: Pixabay)
Crianças chinesas. (Foto: Pixabay)

O Partido Comunista Chinês (PCC) tem sido implacável na eliminação do cristianismo do país. Agora o governo está tentando fazer uma “lavagem cerebral” em crianças entre 3 e 6 anos de idade. O objetivo é fazer com que elas acreditem que a religião é algo ilegal. 

De acordo com informações do Bitter Winter, quase 100 crianças do jardim de infância, no distrito de Jiaocheng, província de Fujian, foram levadas para um passeio ao Museu de Ciência e Tecnologia de Ningde, no dia 23 de outubro. 

A parte divertida foi brincar em simuladores de trem e helicóptero. Mas, depois as crianças foram levadas para um programa de “educação preventiva” onde foram advertidas sobre o cristianismo se tratar de “Xie jiao”.

O que é Xie jiao?

O termo em chinês quer dizer “culto maligno” ou movimentos religiosos que não agradam ao governo. A tradução fiel das palavras seria “ensinamentos heterodoxos”, ou seja, contrários aos padrões, normas e regras preestabelecidas pelas autoridades.

Sabe-se que existe na China uma vasta campanha destinada a erradicar os grupos classificados como xie jiao. Os governantes chineses ensinam que os cultos cristãos, por exemplo, fazem parte de um problema internacional.

Eles querem ensinar às crianças que os religiosos são desobedientes e que representam ameaças reais ao governo. O cristianismo foi classificado como xie jiao em 1725, mas retirado da lista em 1842, devido a pressão política e militar ocidental. 

Lavagem cerebral

As crianças receberam livros ilustrados e assistiram desenhos animados que transmitiam uma mensagem totalmente negativa sobre o cristianismo. O vídeo retratou a Igreja como perversa e alertou os telespectadores sobre a "superstição" dos cristãos. 

Um observador explicou que os filmes foram produzidos levando em conta as “habilidades cognitivas” infantis. Segundo ele, primeiro eles exibiram os desenhos que as crianças mais gostam, para depois apresentar a mensagem contra xie jiao e a “religião ilegal”. 

Resumidamente, faz parte da campanha do regime comunista da China ensinar as crianças a odiar a Deus. 

Em julho, o Guiame publicou uma matéria mostrando que a China usa crianças para espionar e ameaçar suas próprias famílias, fazendo perguntas específicas sobre suas atividades nas igrejas. 

E os pais não conseguem livrar os filhos da influência do governo já que o ensino domiciliar não é permitido na China. Inclusive, há ameaças de que as crianças sejam tiradas de famílias cristãs para enviá-las aos “campos de reeducação”. 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições