Grupo do Facebook quer acabar com site que promove o adultério

Grupo do Facebook quer acabar com site que promove o adultério

Atualizado: Quinta-feira, 28 Janeiro de 2010 as 12

A página virtual ''Maritalaffair.co.uk'' apresenta-se ao público como ''uma arena de encontros para todos aqueles que estejam à procura de companhia e relações extraconjugais''. Directo e conciso. E se há quem goste, os que não aceitam este tipo de proposta mostram-se mesmo ofendidos com os outdoors gigantescos que inundam as cidades inglesas, com os mais diversos slogans.

Jon Kuhrt, criador da campanha anti-site no Facebook, apela aos fãs do grupo para que escrevam uma carta dirigida à Advertising Standards Campaign (ASA) - entidade que regula a publicidade no Reino Unido - a exigir que a empresa em questão seja impedida de se ''vender'' nas ruas.

''O site não tem nenhum intuito senão o de fazer dinheiro - alimenta-se da fraqueza das pessoas e incentiva-as a mentir e a arruinar as suas vidas amorosas, a troco de sexo'', escreve Kuhrt na rede social. E continua: ''sites como este vão sempre existir, mas não temos de tolerar os anúncios em espaço público''.

O activista adiantou que já tinha enviado uma queixa à ASA, na sequência de um outdoor do site no sudeste de Londres, mas a entidade rejeitou o pedido de retirar o anúncio da rua.

Um porta-voz da ASA já disse que a empresa ''não pode fazer nada para responder ao pedido de Khurt''. O grupo, no entanto, continua firme e cheio de incentivo para combater a publicidade ao adultério.

veja também