Grupo EMME em Fortaleza (CE): "Quando se vê a mão de Deus trabalhando não dá pra parar"

Grupo EMME em Fortaleza (CE): "Quando se vê a mão de Deus trabalhando não dá pra parar"

Atualizado: Sexta-feira, 26 Junho de 2009 as 12

Por João Neto - www.guiame.com.br

"Para nos acompanhar, basta sentir-se jovem". Sorridente e muito seguro de sua afirmação, foi assim que o fundador do Grupo EMME - Escola de Ministério de Música e Evangelismo, Pr. Steve Peterson, respondeu ao questionamento de existir algum limite máximo de idade para acompanhar o histórico coral. Apresentando-se em Fortaleza (CE), o Grupo participou das programações de aniversário da Igreja Batista Alvorada e marcou as últimas noites de terça, dia 23 de junho, e quarta-feira, dia 24, lotando a casa e ganhando mais vidas para Jesus.

Com dois temas apresentados, o Ministério levou à Igreja Batista Alvorada musicais que variam entre o histórico e contemporâneo. Na noite de terça-feira, com a peça "De Volta ao Lar", o Grupo ilustrou problemas comuns nas famílias dos tempos atuais, possibilitando a todos os espectadores uma reflexão sobre os valores da sociedade nos dias de hoje. Já no tema "O Cenáculo" - apresentado no dia seguinte -–, a encenação dos milagres que Jesus operou e a morte e ressurreição do Messias emocionaram aos que assistiram à peça, levando muitos a tomar a importante decisão de aceitar a Cristo como Salvador de suas vidas.

Em entrevista exclusiva ao Portal Guia-me , o Pr. Steve Peterson - ou Pr. Magoo, como é conhecido por seus alunos - reconheceu o cuidado de Deus manifesto em toda a história do Grupo EMME. "Graças a Deus, nesses 25 anos, nunca tivemos um problema mais sério, um doença mais séria, nunca sofremos um acidente viajando. São literalmente milhares e milhares de quilômetros, todos os anos. Deus tem nos acompanhado e tem sido nosso fiel companheiro", relatou.

Ainda falando sobre a fidelidade de Deus para com o Ministério, Magoo lembrou que, apesar do grupo sustentar-se com ofertas das igrejas por onde passa e mensalidades pagas pelos alunos do Instituto, o EMME nunca sofreu com grandes dificuldades financeiras. "Hoje temos gasto com equipamentos, carros, alimentação e nós nunca fechamos o ano com dívidas. Deus sempre levanta o dinheiro suficiente para o Ministério. As igrejas contribuem com muita alegria, porque eles sabem que não é o pagamento por um show. É um investimento em evangelismo. É uma extensão missionária da Igreja. Deus tem sido muito fiel. Nunca nos faltou nada", festejou.

Jovialidade

Estar com jovens comprometidos com a obra, mantém o espírito sempre jovem, segundo Magoo. O líder afirma que é inevitável, mesmo que o físico sinta o passar do tempo. " Não dá para ficar velho. Talvez o corpo já não corresponda como antes, mas o espírito é jovem. O espírito continua o mesmo. É bom viajar e conviver com os jovens", exclamou Maggo, e completou: "Estes jovens têm uma vida que corresponde com aquilo que estão apresentando no palco".

Os resultados que o Grupo EMME tem alcançado durante toda a sua história também são revigorantes e "motivos de muita alegria" na opinião do fundador do Ministério. Aproximadamente 3 milhões de pessoas já assistiram e 40 mil se converteram, assistindo às apresentações em toda a história do renomado coral. Estatísticas como essa arrancam sorrisos de Steve Peterson, que completa o seu testemunho: "Muitos pastores comunicam: &Magoo, daqueles 30 que aceitaram a Cristo na minha igreja, 25 estão sendo preparados para batismo&. Isto é motivo de muita alegria. Já estou com 70 anos e não penso em parar. Quando se vê a mão de Deus trabalhando de maneira tão bonita, tão forte não dá para parar".

Calorosa recepção

A alegria da Igreja Batista Alvorada em receber o Grupo EMME pôde ser expressa pelo líder da comunidade, Pr. Daniel Alamino, que reconheceu o talento do renomado coral. "A apresentação deste grupo é de grande importância em qualquer, igreja, qualquer lugar, uma vez que eles fazem tão bem o que se propõem a fazer, que é anunciar o amor, a graça de Deus através da música, do teatro. A igreja se sente honrada com a participação deles e gratificada pelos momentos com eles vividos", afirmou.  

Escrito por: João Neto

veja também