Grupo palestino planejou atentado contra cristãos egípcios

Grupo palestino planejou atentado contra cristãos egípcios

Atualizado: Segunda-feira, 24 Janeiro de 2011 as 9

O ministro egípcio do Interior, Habib Al Adli, acusou neste domingo um grupo radical palestino, o Exército do Islã, de ser responsável pelo atentado contra uma igreja copta em Alexandria no dia 31 de dezembro, que matou 21 pessoas.

"O grupo palestino Exército do Islã, vinculado à Al-Qaeda, está por trás do atentado contra a igreja do Santos em Alexandria", declarou Adli, em um discurso exibido pela televisão estatal por ocasião do dia da polícia.

As autoridades concluíram que o atentado foi cometido por um homem-bomba, que detonou os explosivos diante da igreja no momento em que os fiéis começavam a deixar o local, depois da missa de Ano-Novo.

O presidente egípcio Hosni Mubarak já havia afirmado que "mãos estrangeiras" estavam por trás do atentado, cometido dois meses depois do braço iraquiano da Al-Qaeda ter ameaçado os cristãos no Egito.

Os coptas, a maior comunidade cristã do Oriente Médio, representam entre 6 e 10% da população do Egito, que tem 80 milhões de habitantes, em sua maioria muçulmanos sunitas.

  Fonte; AFP

veja também