Grupo tinha participado de uma conferência evangélica em Orlando e voltava para casa em Atlanta

Família evangélica morre em engavetamento nos EUA

Atualizado: Terça-feira, 31 Janeiro de 2012 as 8:54

Um grave acidente na Flórida, nos Estados Unidos, matou dez pessoas e deixou 18 feridas neste domingo (29). Ao menos cinco brasileiros morreram e um está internado em estado grave.

Os brasileiros estavam na cidade de Gainesville, próxima a Orlando, para participar de uma conferência evangélica. Eles representavam a igreja Ministério Internacional da Restauração, liderada pelo apóstolo Rene TerraNova.

Segundo o apóstolo Renê Terra Nova, as vítimas eram da mesma família e só uma jovem de 15 anos sobreviveu, mas foi internada em estado grave com ferimentos no braço e hemorragia.


Morreram no acidente o casal de pastores José Júnior do Carmo, 43 anos, e Adriana, 39, a filha deles Letícia, 17, o irmão do pastor Edson do Carmo, 38, e sua mulher, Rose, 40.


Familiares já pediram ao governo de Goiás –Estado de origem das vítimas– ajuda no translado dos corpos. “Não temos condições de custear esse transporte”, disse Wandair do Carmo Farias, 45, irmão de duas vítimas.

Conforme noticiado no portal Creio, nesta segunda-feira o apóstolo Renê Terra Nova viajou para Atlanta onde acompanha o caso. Além de Terra Nova, o apóstolo Arão Pereira Amazonas, que dava cobertura espiritual ao pastor também acompanha a liberação dos corpos.

De acordo com assessoria de comunicação da MIR no Brasil, pastor José Júnior estava nos Estados Unidos desde 1999 e foi criado em lar evangélico. Desde 2006 estava sob a cobertura do apóstolo Arão e liderava a Igreja com 100 pessoas. Nascido em Goiânia ele se preparava para voltar ao país em Julho.

Fumaça e neblina


O acidente envolveu pelo menos seis veículos pesados e 12 carros de passeio nos dois sentidos da rodovia I-75, que corta a Flórida de norte a sul. Muitos veículos ficaram presos uns aos outros, e alguns pegaram fogo.


Segundo a Patrulha de Estradas da Flórida, o engavetamento pode ter sido causado pela falta de visibilidade na estrada. Um incêndio florestal na região provocou muita fumaça, e a situação foi agravada pela neblina.


O resgate dos corpos e das vítimas também foi prejudicado pela fumaça e pela neblina. Quando os bombeiros chegaram, tiveram que se guiar pelos gemidos para encontrar as vítimas, que estavam espalhadas por mais de 1,5 km de destroços.


Oficiais informaram que a rodovia havia sido fechada momentos antes do primeiro acidente e reaberta quando a visibilidade melhorou. A Patrulha Rodoviária da Flórida disse não ter certeza de quanto tempo se passou entre a reabertura e o acidente.


Investigadores locais tentam determinar se o incêndio que provocou a fumaça foi intencional.
A via havia sido reaberta na noite de domingo, mas as autoridades a fecharam novamente ontem de manhã devido à baixa visibilidade.

veja também