Guerreiros cristãos dão 'justificativa bíblica' para lutar contra o Estado Islâmico

"O próprio Jesus nos disse que se não tivermos uma espada, devemos sair e comprar uma", disse o líder de uma milícia formada por cristãos, citando a passagem de Lucas 22:36.

Fonte: Guiame, com informações do Christian PostAtualizado: terça-feira, 12 de abril de 2016 14:49
Guerreiro cristão, integrante da da Brigada Babylon, aponta arma durante treino no Iraque. (Foto: Reuters)
Guerreiro cristão, integrante da da Brigada Babylon, aponta arma durante treino no Iraque. (Foto: Reuters)

Os integrantes cristãos de milícias formadas no Iraque para combater o Estado Islâmico, disseram que, embora Jesus tenha exortado as pessoas a "dar a outra face" (Mateus 5:38-39), Ele também sugeriu "comprar uma espada quando o tempo exige" (Lucas 22:36).

A 'Brigada Babylon' - como é chamado o grupo de guerreiros cristãos - têm lutado contra o Estado Islâmico (também conhecido como ISIS, ISIL ou Daesh). Ao longo do ano passado, o grupo terrorista continuou o seu esforço para estabelecer um califado global, mas até agora suas bases principais ainda estão no Iraque e na Síria. O grupo terrorista tem marcado como alvo, especificamente os cristãos, juntamente com outras minorias religiosas, realizando execuções de rotina, que incluem decapitações em massa e forçam os seguidores de Cristo a escolherem entre sua fé e suas vidas.

O Estado Islâmico raptou grandes grupos de cristãos em diversas ocasiões, incluindo 230 crentes da cidade síria de al-Qaryatain, no ano passado. Pelo menos 21 desses cristãos foram posteriormente executados pelo grupo, havendo três mulheres entre as vítimas.

Um relatório da BBC News na última segunda-feira apresentou uma entrevista com Rayan al-Kaldani - o líder da Brigada de guerreiros cristãos - que falou sobre como a milícia concilia suas crenças cristãs com a necessidade de avançar fisicamente para guerra e lutar contra esse tipo de terrorismo.

"O que o Estado Islâmico está fazendo contra os cristãos é terrível", explicou Kildani. "Eles são o diabo".

Ele disse que os cristãos não estão lutando sozinhos contra o EI e que as milícias muçulmanas que se opõem ao grupo terrorista também estão lutando apoiando os grupos de guerreiros cristãos nestas batalhas.

"Eu sei que a Bíblia diz que se você levar um tapa em uma face você deve oferecer a outra. Mas temos realmente boas forças de defesa agora. Ninguém vai fazer nada de ruim contra os cristãos. Alguns cristãos tiveram suas casas tomadas, mas fui pessoalmente para muitas dessas casas, para dizer às novas pessoas que viviam lá, que elas tinham que sair. O sofrimento dos cristãos está acabando".

Quando o repórter da BBC perguntou: "E o mandamento: Não matarás?", Kildani respondeu: "Nós temos que lutar. Nós temos que nos defender".

O líder da Brigada Babylon declarou: "O próprio Jesus nos disse que se não tivermos uma espada, devemos sair e comprar uma".

Como prova, ele apontou para Lucas 22:36, que diz: "Se você tem uma bolsa, tome-a, e também um saco, e se você não tem uma espada, venda a sua capa e compre uma".

A BBC observou que "os teólogos têm discutido sobre o verso durante séculos", sobre se a ordem sobre espada seria literal ou metafórica, mas a questão está resolvida - pelo menos na mente de Kildani e seus homens.

A Brigada Babylon fez manchetes em 2015, com Kildani falando a outros meios de comunicação ocidentais, incluindo a NBC News, sobre a necessidade de lutar contra uma força terrorista que está tomando terras e matando famílias.

"Pela vontade de Deus nós vamos vingar o que aconteceu com a nossa comunidade", disse Kildani em julho de 2015.

"Terroristas do Estado Islâmico não diferenciam entre cristãos, muçulmanos sunitas e xiitas - eles matam todos", acrescentou. "Nós temos que ajudar também os muçulmanos a libertar o Iraque".

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições