Guia brasileiro que carregava folhetos evangélicos é localizado em prisão do Cairo

Guia brasileiro que carregava folhetos evangélicos é localizado em prisão do Cairo

Atualizado: Quarta-feira, 25 Agosto de 2010 as 3:16

A assessoria do Ministério das Relações Exteriores afirmou que Dagnaldo Pinheiro Gomes, 36 anos, foi visitado nesta quarta-feira por um agente consular, em uma prisão na cidade do Cairo, no Egito. O maranhense que trabalhava para uma agência de turismo deve ser deportado nos próximos dias, conforme a consulado.

O ministério disse, contudo, que não houve ainda um comunicado oficial sobre a natureza da acusação que levou à prisão do brasileiro. Ele foi detido quando levava duas turistas brasileiras às Pirâmides. As primeiras informações indicavam que a acusação seria ele carregar materiais religiosos em seu carro.

O maranhense da cidade de Balsas, no sul do Estado, é guia de turismo no Egito há pelo menos 6 anos. Ele trabalha principalmente na recepção de turistas brasileiros no Oriente Médio. Segundo relato do agente consular, ele está bem de saúde.

A noiva de Gomes, Mariângela Vale, está em Brasília, onde terá uma reunião nesta quarta-feira com o embaixador do Egito no Brasil. Mariângela esteve com o noivo em julho e foi a última pessoa no Brasil que conseguiu falar com ele.

Vinte e quatro horas após a prisão, no dia 18, o guia teve direito a um telefonema e ligou para noiva em Balsas, dizendo que havia sido preso porque a polícia havia encontrado folhetos evangelísticos no carro. Toda a família de Gomes, no interior do Maranhão, pertence à igreja evangélica Assembleia de Deus, mas os parentes não confirmam que ele tenha ido morar no Egito para pregar o evangelho.

veja também