Há quase um ano o aluno David Mota Nogueira atirou na professora e se suicidiou

'Deus me conforta", diz pai de aluno que matou professora

Atualizado: Segunda-feira, 17 Setembro de 2012 as 7:46

Há quase um ano o aluno David Mota Nogueira marcou a história da tranquila Escola Municipal Alcina Dantas Feijão, localizada no bairro Mauá, em São Caetano. David entrou na escola com um revólver calibre 38, atirou na professora Rosileide Queiros de Oliveira, 38 anos em seguida, o jovem atirou na própria cabeça.


A trágica história marcou também a vida do guarda-civil municipal Milton Evangelista Nogueira, 43 anos, seu pai, que ainda tenta entender o que aconteceu no dia.


"Até hoje não sei explicar o que aconteceu. Só quando morrer vou encontrar a Deus e Ele revelará o que pretendeu com isso, qual a mensagem que Ele quis passar a todos nós."


"Hoje eu vejo que ele é um anjo que passou rápido pela Terra. Talvez o Senhor quisesse ter ele de volta ao seu lado", disse Milton.


Milton, que é evangélico, se recorda com tristeza e emoção da data. De acordo com o site DCABC, pai e filho, dois dias antes do fato, teriam visitado um hospital para orar pelos doentes, situação que o deixa ainda mais sem compreensão da ação do filho que segundo ele nunca apresentou nenhum distúrbio de personalidade.

Segundo o Christian Post, David que era o caçula da família completaria 11 anos no dia 7. As fotos do garoto ainda continuam na casa onde a família vive, o quarto de David, porém, foi desmontado para não trazer mais dor.

veja também