"Há um vazio nas pessoas. Elas estão em busca de um prazer artificial", diz pastor em debate sobre pornografia na IBC de Fortaleza

"Há um vazio nas pessoas. Elas estão em busca de um prazer artificial", diz pastor em debate sobre pornografia na IBC de Fortaleza

Atualizado: Terça-feira, 24 Novembro de 2009 as 12

O coordenador da Campanha Nacional Contra a Pornografia, Cláudio Rufino, participou ontem de programação do movimento Atitude 434, da Igreja Batista Central de Fortaleza (IBC). O pastor, natural do Rio de Janeiro, abordou temas polêmicos, como a educação sexual nas escolas, a pedofilia na Internet e os crimes sexuais no Brasil.

"Todos os pedófilos e estupradores são viciados em pornografia. A ciência comprova que a pornografia vicia mais do que as drogas entorpecentes", argumenta Rufino. O pastor também afirma que, segundo a Psicologia, a pornografia promove a frustração sexual. "E essa frustração promove atos de violência. Aí entra a violência urbana, a violência doméstica", acredita.

De acordo com Cláudio Rufino, a campanha nacional teve início em 2007 e já realizou eventos em diversas regiões brasileiras. No ano passado, em Rondônia, uma jornada reuniu simultaneamente 16 municípios para discutir a temática da pornografia.

A campanha ainda milita pela aprovação de uma proposta de emenda à constituição (PEC) relativa à taxação da indústria pornográfica no País. "Essa indústria goza de uma imunidade de impostos, isso é um escândalo", protesta Rufino. O educador Ritásio Santos, 33, foi assistir à palestra na IBC após ler um livro do pastor. "Há um vazio nas pessoas. Elas estão em busca de um prazer artificial".

O Atitude 434 promove até o início de dezembro palestras públicas sobre pureza sexual. "O movimento nasceu para desafiar homens e mulheres a manter o princípio bíblico de pureza, que é de abstinência aos solteiros e fidelidade aos casados", explica Jones Brandão, um dos organizadores. Na noite do próximo domingo, será promovida a cerimônia de pacto de pureza, com a entrega de anéis para simbolizar o compromisso da pessoa em seguir o comportamento sexual defendido pelo movimento.

O pastor Cláudio Rufino é autor dos livros Batalha contra a Pornografia: em defesa da família e da Igreja e Os Malefícios da Pornografia para a Sociedade.

O nome do movimento Atitude 434 é referência ao texto da primeira carta do apóstolo Paulo aos Tessalonicenses, capítulo 4, versículos 3 e 4: "Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição; que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra".

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também