Hernandes Dias Lopes em Fortaleza - CE: "Deus não trata do sexo como um tabu"

Hernandes Dias Lopes em Fortaleza - CE: "Deus não trata do sexo como um tabu"

Atualizado: Segunda-feira, 18 Janeiro de 2010 as 12

Por João Neto - www.guiame.com.br

Nas últimas noites de segunda e terça-feira, 12 e 13, Fortaleza (CE) recebeu a ministração do pastor da 1ª Igreja Presbiteriana de Vitória (ES), Rev. Hernandes Dias Lopes. Abordando o tema ''Família no Projeto de Deus'' o preletor falou em duas palestras sobre casamento, família e sexualidade dentro dos princípios bíblicos. Tal oportunidade faz parte do Treinamento para Líderes e Pastores, uma parceria firmada entre Livraria Bíblia e Opções e a ORMECE (Ordem dos Ministro Evangélicos do Ceará).

Reconhecendo a importância de se tratar sobre a sexualidade dentro do casamento, o Pr. Hernandes resolveu alertar já no primeiro dia de palestra que na noite seguinte o assunto seria abordado e convidou as esposas dos líderes a estarem presentes para ouvir o que ele tinha a dizer. Baseando-se em passagens do livro de Cantares, o preletor da noite também apresentou 6 frases importantes para serem proferidas em um relacionamento, objetivando uma boa convivência matrimonial. Estas falas abordam os seguintes princípios: humildade, valorização, apreciação, afeição, autruísmo e gratidão.

Humildade

''Casamento é um esforço concentrado, que exige renúncia e investimento para que dê certo''. Foram essas as palavras do Rev. Hernandes Dias Lopes para definir e ao mesmo tempo desmistificar o matrimônio. Segundo ele, o casamento é realmente portador de deficiências e encontra dificuldades pelo caminho, ou seja, não há perfeição nessa instituição. ''Não tem esse negócio de almas gêmeas, de compatibilidade total, não tem esse negócio de casamento perfeito'', alertou.

A falta de humildade foi um obstáculo apontado pelo palestrante como o causador de inúmeros problemas dentro do casamento. Segundo ele, o não-reconhecimento de um erro por seu autor(a) pode dificultar muito o relacionamento conjugal. Brigas, por exemplo, que podem tornar-se verdadeiras guerras dentro de casa são citadas por Hernandes como resultados de tal dificuldade, presente em grande parte dos casais.

''Não é simples você admitir que errou, sobretudo para o seu cônjuge. Muitas vezes nós damos uma volta imensa, não damos o braço a torcer, não damos a mão à palmatória, não admitimos o nosso erro, compramos uma briga, entramos numa 'batalha homérica', simplesmente porque nos falta a humildade de dizer 'Eu errei, me desculpe'. Quantas discussões deixariam de existir se nós apenas admitíssemos que erramos? (...) Quando nós temos dificuldade de reconhecer os nossos erros, dificuldade de pedir perdão, nós machucamos as pessoas'', lembrou.

Valorização

O reconhecimento pelo esforço do cônjuge também foi apontado por Hernandes Dias Lopes como essencial para o sucesso de um casamento. Apesar de parecer simples para muitos, o palestrante lembrou a importância de um casal trocar elogios pelas boas intenções de cada um. Mais uma vez, o preletor salientou duas falhas comuns e complementares no relacionamento humano: a facilidade para criticar e a dificuldade de elogiar.

''Nós temos mais facilidades de fazermos críticas ao invés de elogios. Talvez a gente pense o seguinte: quando o meu cônjuge acerta, ele tem mais é que acertar mesmo. Mas quando ele erra, nós somos apressados em apontar o erro. (...) Qual foi a última vez que você elogiou o seu cônjuge pela pessoa que ele é, pelo trabalho que ele exerce, pela maneira eficiente com que ele realiza o trabalho dele? Qual foi a última vez que você verbalizou isso para o seu cônjuge: 'Você fez um bom trabalho! Parabéns!'? Que nós recebemos elogios de terceiros, isso é fato. A pergunta é: Quantas vezes você tem sido elogiado pelo seu próprio cônjuge?'', questionou.

Sexualidade

Abordando o tema que, apesar de ser do conhecimento prático de muitos casais legalmente unidos e abençoados por seus pastores, ainda gera inúmeras controvérsias e receios, o preletor lembrou que os cristãos são o povo que tem mais condições de alcançar a satisfação sexual dentro do casamento.

''Eu estou absolutamente convencido que nós, cristãos somos o povo que tem as melhores condições de ter uma vida feliz na área sexual. Aliás, já está provado que os crentes são aqueles que têm a vida sexual mais ativa, dinâmica, deleitosa em toda a sociedade humana, porque nós compreendemos o propósito de Deus para o sexo e compreendemos o que Deus diz sobre o sexo'', assegurou.

Ao ler a passagem da primeira carta do apóstolo Paulo aos Coríntios, capítulo 7, versículos 3 a 5, Rev. Hernandes Dias Lopes lembrou que quando o autor da epístola aconselha que ''o marido conceda à esposa o que lhe é devido e a esposa semelhantemente ao seu marido'', assegura também os privilégios sexuais de um casal unido conforme os mandamentos de Deus.

''Aí Paulo está falando de sexo. E ele está falando o seguinte: 'o marido conceda à esposa o que lhe é devido'. Note que no primeiro século, Paulo já estava priorizando o direito estabelecido por Deus para a mulher. E qual é o direito da mulher? Direito ao prazer sexual, direito ao orgasmo. O marido precisa conceder isso à mulher. O impressionante, meus irmãos, é que este assunto até há alguns anos era tabu na igreja. Falar sobre sexo na igreja era um escândalo. Em muitas igrejas ainda o é. Deus não trata do sexo, nem as escrituras tratam do sexo como um tabu'', alertou.

veja também