"Hollywood está despertando para os filmes cristãos", diz ator de 'Deus Não Está Morto'

Conhecido por fazer o papel de Hércules nos anos 90, o ator cristão Kevin Sorbo tem se dedicado a filmes como "Deus Não Está Morto" e reforça a importância de não ter vergonha de sua fé em Hollywood ou qualquer outro contexto.

Fonte: Guiame, com informações do Gospel HeraldAtualizado: domingo, 10 de abril de 2016 18:17
Kevin Sorbo fez sucesso nos anos 90, como Hércules, mas ultimamente tem se dedicado também a filmes cristãos.
Kevin Sorbo fez sucesso nos anos 90, como Hércules, mas ultimamente tem se dedicado também a filmes cristãos.

Quem acompanhou o a indústria do entretenimento (cinema e TV aberta) nos anos 90 pode facilmente olhar para Kevin Sorbo e reconhecer a figura de Hércules - devido ao sucesso que a série por ele intepretada durante sete anos fez em todo o mundo. Porém atualmente, o ator cristão tem se dedicado a filmes cristãos, como "Soul Surfer" e o mais recente sucesso "Deus Não Está Morto".

Em uma entrevista concedida ao site norte-americano Gospel Herald, Sorbo falou sobre o avanço dos filmes cristãos na indústria do entretenimento, família, e a importância dos atores cristãos não terem medo ou vergonha de declarar abertamente sua fé.

Em depoimentos dados anos atrás, Sorbo chegou a criticar a qualidade das produções de filmes cristãos e lembrou que o público é exigente.

"Eu acho que a maioria das pessoas concorda que os filmes com temáticas cristãs dos anos 70, 80 e até os anos 90 eram muito bregas, mal escritos e com atuações ruins. Vivemos em um mundo onde as pessoas não querem ouvir sobre as coisas nas quais devem ou não devem acreditar. Você tem que andar sobre uma linha fina para segurar uma audiência", reconheceu.

Porém, quando questionado sobre as repercussões positivas de filmes, como "Deus Não Está Morto" - no qual ele fez o papel de um professor ateu - Sorbo destacou que tanto sucesso, inevitavelmente tem ultrapassado o cinema independente e chama a atenção de Hollywood e destacou que o cinema cristão está ganhando pessoas talentosas, que trabalham em seu favor.

"A maior mudança na indústria cinematográfica baseada na fé é que a escrita tem melhorado muito e agora há talento em ambos os lados da câmera. Mais pessoas estão surgindo, sem ter medo de dizer que são cristãs. Eu não sei por que, em Hollywood muitos têm medo de dizer que são cristãos, mas há muitos cristãos se revelando ao longo da última década", disse.

A primeira parte do filme "Deus Não Está Morto" - que já está com a continuação em cartaz nos cinemas - arrecadou mais de 100 milhões de dólares, se colocando entre o sucessos de Hollywood, na época de seu lançamento (2014).

Kevin continuou elogiando a atual evolução das produtores de filmes cristãos, lembrando que as barreiras do cinema independente estão sendo ultrapassadas por essas produções e Hollywood está tendo que abrir os olhos para esta realidade.

"Acho que todo mundo tem buscado elevar o nível. Estão ficando mais inteligente e mais eficientes sobre a promoção de filmes. Pelo o que os irmãos Kendrick ["Quarto de Guerra"] fazen na PureFlix, A "Affirm" - divisão de filmes baseados na fé da Sony - tudo isso realmente está dando certo. Isto está ficando cada vez melhor, eu acho isso ótimo", destacou.

"Hollywood está lentamente acordando: 'há uma audiência lá fora' e o mundo do cinema independente está bem ciente disso. Você pode ver que eles estão preenchendo uma lacuna para as pessoas, porque há tantas coisas no horário nobre da televisão que são tão grosseiras, que você não quer que seus filhos assistam àquilo. As pessoas estão à procura de um entretenimento que pode tocá-las e movê-las. Gosto de ver o que está acontecendo agora!".

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições