Homem com Covid-19 pede para aceitar Jesus antes de ser intubado e é curado: “Um milagre”

Elias Vasquez, um filho de pastor, estava afastado de Deus e tinha apenas 2% de chance de sobreviver.

Fonte: Guiame, com informações de Kris 6 NewsAtualizado: terça-feira, 11 de janeiro de 2022 13:37
 Elias Vasquez estava afastado de Deus e tinha apenas 2% de chance de sobreviver. (Foto: Alan Harwell).
Elias Vasquez estava afastado de Deus e tinha apenas 2% de chance de sobreviver. (Foto: Alan Harwell).

Elias Vasquez, um técnico de baisebol, do Texas, nos Estados Unidos, recebeu uma segunda chance de Deus e está vivendo um recomeço em sua vida.

No ano passado, Elias se contaminou com Covid-19 e foi internado. Seu quadro de saúde se agravou e a equipe médica informou que ele entraria em coma enduzido para ser intubado. O homem, filho de pastor, crescera na igreja, mas estava distante dos caminhos do Senhor. 

Então, antes de ser intubado ele pediu para aceitar Jesus. "Lembro-me de pedir ao meu pai para recitar João 3:16 para mim", contou Vasquez ao canal de TV Kris 6 News. "Eu cresci na igreja, mas sei que às vezes vivemos vidas diferentes e eu só queria confessar com minha boca pela última vez que Jesus é meu Salvador".


Elias Vasquez estava afastado de Deus e tinha apenas 2% de chance de sobreviver. (Foto: Alan Harwell).

Com apenas 2% de sobreviver, Elias passou dois meses no hospital, grande parte desse tempo em coma. O técnico foi cercado de oração e acabou sendo curado por Deus. “Foi bastante assustador, mas Deus é grande e faz milagres o tempo todo. Eu sou um milagre ambulante”.

Completamente restaurado, Elias é grato pelas orações e pela segunda chance de receber Jesus e viver mais um pouco. "A oração é incrivelmente poderosa. Essas orações ajudaram a salvar minha vida”, testemunhou. 

"Agradeço a Deus todos os dias por me dar uma segunda chance e salvar minha vida. Foi nada menos que um milagre”, declarou.

Hoje, de volta ao seu trabalho, ensinando baisebol, Elias diz que está vivendo um recomeço. "Minha perspectiva de vida mudou", confessou. "Eu amo meus jogadores, eles são como filhos que eu nunca tive. Digo a eles que valorizem a vida, porque não temos outro dia garantido. Precisamos lembrar que a cada dia Deus nos dá uma bênção e precisamos viver a vida como se não estivéssemos aqui amanhã”, afirmou.

Siga-nos

Mais do Guiame