"Homem do Céu" não quer ver mais as igrejas brasileiras brigando

"Homem do Céu" não quer ver mais as igrejas brasileiras brigando

Atualizado: Sexta-feira, 3 Abril de 2009 as 12

  No dia 1º de abril, o café de pastores da Assembléia de Deus Bom Retiro, em São Paulo (SP), trouxe a ministração do Irmão Dan Yun. O preletor testemunhou como conheceu a Palavra de Deus e relatou a perseguição do Evangelho em seu país, a China.

Yun, conhecido como "homem do céu", título de sua biografia, viveu anos de perseguições, prisões, torturas e grande sofrimento, e deixou a prisão de forma milagrosa. Atualmente, vive na Alemanha e viaja com freqüência pregando e compartilhando suas experiências. O relato do livro de Yun traz à tona o drama da perseguição de chineses, que até hoje são presos, torturados e levados às autoridades por causa de sua fé. No café, o irmão comentou que sua vinda ao Brasil não foi fácil, especialmente pela dificuldade em se encontrar um intérprete para o mandarim. Mas pôde contar com o apoio do pastor Paulo Oliveira, da Igreja da Família, que entrou em contato com o pastor Sérgio Veiga, na Alemanha. Juntos, possibilitaram a viagem de Yun.

O chinês fez duas pregações na igreja Assembléia de Deus Bom Retiro, uma pela manhã e outra à noite. Ele também ministrará em outras igrejas no Brasil, visitando as cidades de São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Vitória (ES), Goiânia (GO), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ) e Rio Grande do Sul (RS).

Com o auxílio do intérprete e pastor Chang, da Igreja Cristã Pão da Vida, o "homem do céu" falou ao Guia-me:

"Deus está levantando a Igreja aqui no Brasil para que possa levar o Evangelho para toda parte, a lugares pobres, lugares carentes, e transmitir estas boas novas a vários locais do Brasil e do Mundo.

Eu creio que a Igreja precisa de muita oração. Eu quero vir um dia aqui ao Brasil, às cinco horas da manhã e ver gente orando pela salvação de almas e pelo reino de Deus todos os dias. Isso para a cultura brasileira talvez seja uma coisa difícil, mas para a Igreja se levantar, avivar, trazer mudança para a nação, não tem outro caminho, tem que orar. Eu exorto e espero que as igrejas não briguem mais umas com as outras, mas que se unam para levar o Evangelho para todas as nações, fazer discípulos para cumprir a grande comissão.

Que Deus abençoe o Portal Guia-me, as mídias e TVs, para que as Igrejas possam ver estas divulgações e serem abençoadas.

Eu sinto que a Igreja no Brasil é bastante sedenta em relação a Deus, mas eu posso perceber que para a igreja brasileira há um fardo para missões.

Eu acredito que Deus pode levantar no Brasil muitos missionários que vão para o Oriente Médio, para Ásia e outros lugares, amém".

Colaboração e fotos: Getúlio Camargo

veja também