Homenagem aos Jardins de Salomão cria polêmica em Jerusalém

Homenagem aos Jardins de Salomão cria polêmica em Jerusalém

Atualizado: Terça-feira, 2 Março de 2010 as 12

A prefeitura de Jerusalém pretende destruir dezenas de casas palestinas no bairro árabe de Silwan, na parte oriental da cidade, para criar um parque arqueológico.

O prefeito Nir Barkat deve anunciar ainda nesta terça-feira os detalhes do projeto batizado de ''Jardim do Rei'' em hebreu (Al Bustan em árabe), em uma referência aos jardins do rei Salomão no local, segundo a Bíblia.

A aplicação do projeto implica, segundo a rádio pública de Israel, a demolição de 40 casas palestinas construídas sem permissão inicial do município.

Os proprietários receberiam como forma de compensação trechos de terreno na periferia do parque e autorizações para construção.

O anúncio do projeto provocou muitos protestos entre a população palestina e dos deputados árabes israelenses.

veja também