IELB elege nova diretoria e enfatiza evangelização

IELB elege nova diretoria e enfatiza evangelização

Atualizado: Terça-feira, 27 Abril de 2010 as 12

No title Representantes das 779 congregações da Igreja Evangélica Luterana do Brasil, reunidos na 60ª. Convenção Nacional em Foz do Iguaçu, dias 21 a 25 de abril, elegeram o reverendo Egon Kopereck, 53 anos, pastor presidente da denominação para um período de quatro anos. O reverendo Arnildo Schneider foi reconduzido na vice-presidência.

Kopereck quer dar continuidade ao "excelente trabalho" realizado pela diretoria e Conselho Diretor da igreja, disse. Ele pretende enfatizar, na sua gestão, os pontos do Planejamento 2010-2014 da IELB que tratam do aumento da presença nos cultos e do estudo bíblico em todas as congregações da igreja. Ele substitui no cargo o pastor Paulo Moisés Nerbas.

A evangelização foi tema dominante na Convenção. A maior missão de quem tem fé é a de propagar a sua crença e fazer com que outros a recebam da mesma forma e intensidade, disse o professor de missiologia, reverendo Anselmo Graff. Lutero, lembrou, destacou que o ministério pastoral deve ser praticado na vivência diária na sociedade, na família, no trabalho.

Graf foi um dos palestrantes na Convenção. Ele abordou o tema Missão da Igreja e Evangelização - Um olhar para Lutero. O reverendo Gerson Luís Linden, outro palestrante no encontro, lamentou a falta de persistência na igreja pela busca dos afastados.

"Se não declararmos o imposto de renda, o fisco nos encontra, não nos deixa fugir", afirmou, fazendo um paralelo com a igreja, onde não existe essa persistência, comparou. "O afastado nem sempre é aquele que perdeu a fé ou se tornou descrente", disse, defendendo ações concretas em busca dessas pessoas.

No culto de encerramento da Convenção, ontem, o pastor presidente recém empossado frisou o envio de Jesus, de ir a todas as partes do mundo para anunciar o evangelho da salvação a todas as pessoas, é mais atual do que nunca, diante de todas as possibilidades de comunicação hoje existentes.

"Se nessa era moderna Deus nos desafia a irmos a todo mundo, devemos aproveitar esses meios para levarmos a maior e melhor mensagem que esse mundo precisa ouvir", defendeu no sermão.

Responsável pela educação cristã na IELB, o reverendo Luiz Alberto Silveira dos Santos alertou que a grande carência missionária no mundo atual é a dificuldade de chegar às pessoas e "que essas pessoas venham a nós inclinadas a ouvir-nos de boa vontade".

A decisão de congregações de manterem escolas é uma medida acertada. "Uma escola com 450 alunos, por exemplo, tem um número aproximado de 1.500 pessoas dispostas a ouvir a mensagem da Palavra de Deus, semanalmente", estimou dos Santos. O trabalho educacional faz parte do DNA do luteranismo, salientou.

Para o reverendo José Daniel Steinmetz, coordenador das entidades sociais da IELB, "a primeira coisa que precisamos é crescer no entendimento de que a diaconia, a ação social, é inerente à vida da igreja, é resultado óbvio da fé". Disse que o trabalho social em entidades é oportunidade absolutamente missionária.

Por diversos motivos, das pessoas atendidas pela diaconia poucas virão a ser luteranas. "Mas cem por cento não virão se não formos ao seu encontro e aproveitarmos essas oportunidades", garantiu.

O reverendo Paulo Proske Weirich, professor de homilética, citou, em devocional, pesquisa do escritor Sinfrônio Jardim Neto, apontando que entre 30 a 40 milhões de pessoas foram algum dia a igrejas evangélicas e nunca mais retornaram. Segundo o escritor, o principal motivo do afastamento é a decepção com lideranças da igreja.

Em relatório apresentado à Convenção, a presidente da Liga de Servas Luteranas do Brasil (LSLB), Juliana Rosmeri Blauth Lindenmeyer, destacou que as ofertas das Sacolinhas e Multiplicação de Talentos proporcionaram, no biênio 2008-2009, o atendimento a 49 pedidos de auxílio financeiro para a construção de capelas e a concessão de 12 bolsas de estudo integrais para estudantes do Seminário Concórdia, de São Leopoldo, casa que forma pastores para a IELB.

A IELB conta com 233 mil membros batizados, segundo dados de 2007.

veja também