Igreja Adventista batiza reclusos na penitenciária de Lobito

Igreja Adventista batiza reclusos na penitenciária de Lobito

Atualizado: Sexta-feira, 21 Maio de 2010 as 10:20

Quarenta e quatro jovens reclusos, que se encontram na unidade penitenciária do Lobito, província de Benguela, foram batizados na ultima quinta-feira, 20, pela Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Falando à imprensa, no final de um encontro com o chefe da repartição social da Administração do Lobito, Alberto Ngongo, o ancião daquela congregação religiosa, Manuel Alexandre, informou que a evangelização e batismo visam contribuir na mudança de atitude dos jovens presidiários.

Para ele, as atitudes positivas ou educação cívica e moral só se alcança quando os cidadãos souberem a palavra divina, que ensina o amor ao próximo e as autoridades como representantes de Deus na terra.

Elogiou a receptividade da direção da Penitenciária do Lobito, que tem facilitado o trabalho de evangelização juntos dos reclusos.

Em seu entender, tal aceitação pode contribuir na mudança de atitude dos jovens ali presos e detidos.

Por seu turno, o chefe da repartição social da administração municipal do Lobito, Alberto Ngongo, considerou positiva a intervenção que as igrejas têm feito, no que tange à educação cívica e recuperação dos valores morais na sociedade.

Alberto Ngongo disse que todos os investimentos que o Governo tem vindo a fazer nas comunidades terão a durabilidade que se deseja, desde que se melhore os comportamentos dos seus utentes, com particular realce para juventude.

A repartição para assuntos os sociais da administração municipal do Lobito está a desenvolver desde segunda-feira última contactos com as direcções das igrejas reconhecidas pelo Estado, visando recolher ideias que visam combater a violência e outras atitudes negativas.

veja também