A igreja é o lugar certo para falarmos sobre sexo, diz cantor cristão

Jonathan McReynolds explicou que a igreja não pode perder a oportunidade de conscientizar as pessoas sobre a visão bíblica acerca da sexualidade.

fonte: Guiame, com informações do Christian Post

Atualizado: Terça-feira, 16 Janeiro de 2018 as 12:36

Jonathan McReynolds é cantor cristão e tem se empenhado em estimular as igrejas a debaterem sobre questões 'delicadas', mas relevantes. (Foto: Pinterest)
Jonathan McReynolds é cantor cristão e tem se empenhado em estimular as igrejas a debaterem sobre questões 'delicadas', mas relevantes. (Foto: Pinterest)

O cantor gospel Jonathan McReynolds está encostando um pouco seu violão para liderar sua igreja (e outras denominações cristãs que desejarem) em debates que alguns podem considerar "inadequados" para o contexto congregacional - mas ele insiste em dizer que não são - como por exemplo: sexo.

Aos 28 anos, McReynolds é conhecido por cantar sobre a vida real em suas canções. Com o seu site 'LifeRoomTalk' ('Conversas na Sala da Vida'), o músico criou uma plataforma para liderar discussões em temas como a sexualidade de uma perspectiva cristã.

"Eu acho que uma das coisas em que a igreja pode se prejudicar bastante se não revermos nossos conceitos é que alguns tópicos não parecem 'adequados' para a congregação. Mas você precisa falar sobre eles neste contexto", disse McReynolds em um vídeo postado em seu site esta semana. "Eu não posso falar sobre sexo apenas lá fora, porque lá fora o sexo é visto de forma diferente [do que prega a Bíblia]. Aqui na igreja, eu tenho uma oportunidade de enquadrá-lo no contexto da fé cristã. Portanto, precisamos realmente ter mais momentos com essas conversas".

McReynolds disse que quer abordar regularmente tópicos que são semelhantemente considerados 'tabus' no meio cristão, porque ele nem sempre tem a oportunidade de fazer isso com sua música.

"Nas minhas músicas só posso dizer isso com com muita força", disse ele. "Eu faço o meu melhor, mas no final do dia, precisamos conversar, porque isso - desculpe por parecer rude - isso é igreja".

Em uma entrevista anterior a 'Christian Post', McReynolds admitiu que ser um músico gospel também agrega desafios à sua vida.

"Os artistas evangélicos têm que fazer algo que os artistas seculares nem sempre têm que fazer e que é um tipo de respeito e refletxão de um certo conjunto de valores e moral. Então, tudo o que fazemos, cada decisão que tomamos, toda imagem que adotamos tem um peso diferente nisso", disse ele.

"É sempre interessante se equilibrar entre ser um artista, mas também ser um ministro. E então, tudo isso entra na música e entra em minha mentalidade ao escrever minhas músicas. Há muitas pressões externas e internas com as quais lidamos, mas vivemos para Deus acima de tudo e é isto que nos deixará bem", finalizou.

veja também