Igreja Evangélica Reformada apela ao diálogo na família

Igreja Evangélica Reformada apela ao diálogo na família

Atualizado: Segunda-feira, 25 Outubro de 2010 as 2:33

O coordenador do núcleo de ativistas semeando esperança da Igreja Evangélica Reformada de Angola (IERA), Pedro Quinanga, apelou hoje, em Luanda, a necessidade do dialogo na família como forma de garantir o bem-estar das famílias e o desenvolvimento harmonioso da sociedade angolana.

Falando à Angop no âmbito do primeiro aniversário do núcleo, o responsável referiu que a falta de diálogo familiar tem sido um dos factores da promiscuidade sexual dos adolescentes e jovens. "É necessário que os pais dialoguem com os seus filhos para evitarem-se outras consequências inesperadas", reforçou.

Pedro Quinanga disse ainda que os pastores da sua igreja estão mais despertados a falarem do VIH e SIDA nos seus sermões, estudos e aconselhamento sem qualquer receio. "A questão do VIH e SIDA não era uma preocupação para os pastores, mas agora os pastores já estão a falar sobre a pandemia de maneira diferente fruto de seminários e palestras realizadas na igreja", disse.

O Núcleo pretende influenciar as administrações municipais a criar Centros de Testagens e Aconselhamento Voluntário (CATV) ambulatório em cada comuna para maior adesão da testagem voluntária e, por outro lado, que seja melhorada os cuidados com as pessoas vivendo.

O religioso afirmou ainda que, com o uso e consumo de drogas e, principalmente, o álcool de forma desregrado tornam-se numa situação que a todos preocupa, tendo como consequência o número elevado de violência doméstica, delinquência juvenil, violações a crianças e idosas.

Desde a sua fundada a 24 de Outubro de 2009, o núcleo tem realizado palestras, sessões de aconselhamento, campanhas de sensibilização visitas aos Hospitais Esperança e Josina Machel.

veja também