Igreja Metodista elevada a catedral

Igreja Metodista elevada a catedral

Atualizado: Quinta-feira, 7 Outubro de 2010 as 11:02

A Igreja Metodista Central em Porto Alegre foi elevada ontem à categoria de Catedral Metodista da Capital. O pedido foi aprovado pelo Colégio Episcopal da Igreja, que reúne os bispos do país. Segundo a pastora titular da Igreja Metodista de Porto Alegre, Mára Aparecida de Freitas, o pedido para transformar o local em catedral foi feito no início de 2009. "Recebemos a resposta do Colégio Episcopal em novembro e começamos a fazer todo o planejamento necessário", disse ela.

A sagração do local culmina com os 125 anos da Igreja na Capital - que é datada em 27 de setembro. "A Igreja Metodista de Porto Alegre foi a primeira em terras gaúchas", falou Mára. A sagração foi celebrada às 9h30min, na sede da igreja, localizada na rua Duque de Caxias, 1676. À tarde, houve concentração do povo metodista no Colégio Americano - na rua Dona Leonor, esquina com Doutor Lauro de Oliveira.

No Rio Grande do Sul, o metodismo começou a partir da vinda de João Corrêa, juntamente com sua família, e de Carmen Chacón, do Uruguai, que, em 1885, fundaram a Igreja Metodista Central de Porto Alegre. No mesmo ano, esse grupo de missionários também fundou o Colégio Americano. O templo atual foi construído em 1914. "Corrêa era vendedor de bíblias e missionário da igreja em Montevidéu e veio com o desafio de iniciar o trabalho no Estado, que aos poucos foi crescendo e se difundido", explicou Mára.

Hoje, a Igreja Metodista possui 60 igrejas em todo o Estado, e, dessas, dez estão em Porto Alegre. A missão é evangelização, educação e ação social. Mais de 12.000 pessoas compõem o quadro de membros professos no Rio Grande do Sul, e outro tanto de participantes não membros. Destes, cerca de 2000 estão em Porto Alegre e 600 na Igreja Metodista Central de Porto Alegre, atual Catedral Metodista de Porto Alegre.

Para a titular da Igreja Metodista, algumas mudanças deverão acontecer com a sagração do local em catedral. "A partir de agora, aumenta a nossa responsabilidade e o nosso compromisso com a missão proposta, pois teremos maior visibilidade", acredita Mára. A programação das atividades dos 125 anos iniciaram-se em abril e se estenderão até o mês de dezembro.

Os registros da história da fundação da igreja encontram-se na sua secretaria e podem ser consultados. As publicações incluem a importância da religião na vida de irmãos e irmãs, através dos registros de batismo, profissão de fé, casamentos, falecimentos, nomeações pastorais e trabalhos missionários. "Em função de ser a pioneira, este é um momento importante de comemoração. Todas as pessoas que desejarem fazer parte do metodismo devem conhecer a doutrina, respeitando seus direitos e deveres", lembrou a pastora Mára. A igreja realiza cursos de preparação aos metodistas, com duração de cerca de três meses.

Uma cruz preta e a chama vermelha são o símbolo universal do metodismo. A cruz representa o sacrifício de Cristo, e a chama o poder e a força do Espírito Santo. A igreja no Brasil conta com oito regiões eclesiásticas. O bispo-presidente em Porto Alegre é Luís Vergílio Batista da Rosa, intitulado reverendíssimo.  

veja também