Igreja paraibana transmitirá jogos do Brasil

Igreja paraibana transmitirá jogos do Brasil

Atualizado: Quarta-feira, 9 Junho de 2010 as 9:40

A Fundação Cidade Viva de João Pessoa cederá o seu espaço para a comunidade assistir aos jogos da seleção brasileira durante a primeira fase da Copa 2010. A igreja evangélica, localizada no bairro do Bessa, pretende levar seus fiéis para torcer pela Seleção brasileira.

Em evento gratuito, a fundação irá disponibilizar telões em seu centro de convenções. No local, serão comercializados refrigerantes e pipoca para o público. De acordo com a coordenadora de eventos do Cidade Viva da capital, Paula Carosi, qualquer pessoa pode participar, não apenas os frequentadores da igreja.

Ela informou também que estará a venda camisas personalizadas com a temática da Copa do Mundo, ao preço de R$ 20. O dinheiro arrecadado será revertido em projetos ligados à reabilitação de dependentes químicos, abrigos para idosos, profissionalização de jovens carentes, etc.

Futebol e religião

Visto como espaço para a prática exclusivamente religiosa, o âmbito da igreja ganhou, em muitos casos, ares de modernidade. Pode-se constatar que o objetivo é promover maior interação entre quem escuta e quem prega. E uma das formas de gerar esta troca foi encontrada no futebol.

Esporte preferido da maioria dos brasileiros, o futebol tomou conta de quem é fiel e, ao mesmo tempo, torcedor. Nas igrejas evangélicas nota-se uma abertura maior para as atividades extras com seus frequentadores, sobretudo para a realização de campeonatos entre as entidades.

Há menos de um mês, por exemplo, aconteceu a primeira edição da Copa Evangélica, em São Bernardo do Campo, em São Paulo. Além da presença da Igreja Universal, o evento também contou com a participação das Igrejas: Renascer, Brasil para Cristo e Assembleia de Deus.

Para o diretor do Centro de Pesquisa da Universidade da África do Sul e presidente do Conselho de Igrejas da África (Unisa), o professor Tinyiko Maluleke, o futebol tem o poder de agregar as pessoas. A Copa realizada no continente africano dará uma visibilidade para as necessidades vividas por aquele povo. O professor acredita a igreja pode ajudar as pessoas pobres que, inevitavelmente, serão atraídas pelos jogos, desenvolvendo projetos.

Durante a Conferência Missionária de Edimburgo 2010 (Escócia), Tinyiko Malaluke seria importante que a noção de progresso e desenvolvimento não relegasse a igreja esfera do privado. A copa do Mundo é uma boa chance para dar quebrar esse pensamento. Enxerga o futebol como forma de religião, que move as massas. 'É importante que coloquemos as coisas em seu devido lugar, que dessacralizemos o futebol. Não o façamos tão sagrado como os meios de comunicação o tornam, porque, depois de tudo, é uma coisa muito humana".

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também