Igreja Renascer dá início ao "Jejum das deliberações"

Igreja Renascer dá início ao "Jejum das deliberações"

Atualizado: Segunda-feira, 21 Junho de 2010 as 8:55

A campanha do Jejum das Liberações teve início neste sábado, dia 19 de junho, em todas as Igrejas Renascer em Cristo. No Espaço Renascer, a abertura foi comandada pela palavra do apóstolo Estevam Hernandes no culto das 10h e pela bispa Sonia Hernandes às 19h.

Com base no texto que está em Gênesis 22.1-9, o apóstolo e a bispa ministraram sobre a experiência que Abraão teve com Deus ao obedecer e entregar seu filho Isaque. "Abraão tinha uma grande promessa, mas ele precisa primeiro viver uma grande liberação. Ele precisava confiar em Deus e ouvir a voz do Senhor", disse a bispa Sonia Hernandes.

Para viver a promessa, Abraão tinha que se liberar da incredulidade e  se consagrar. "Ele tinha uma pontinha de incredulidade, pois havia procurado uma escrava para ter um filho, sendo que já havia recebido uma promessa que sua mulher lhe daria um filho.

Para que ele desfrutasse da plenitude da promessa, tinha que mandar embora o fruto da escrava", disse a bispa Sonia. "Existem coisas que precisam sair da sua vida para não matar a promessa", acrescentou a bispa.

Pela manhã, o apóstolo explicou que, para conseguir entregar o filho no altar, Abraão teve que vencer a resistência da sua carne. "Abraão não sabia o que Deus ia fazer, mas creu e obedeceu. Eu não sei o que Deus vai fazer, mas sei que existe uma promessa e que ela vai acontecer, em nome de Jesus!"

Os cultos terminaram com a Santa Ceia do Senhor e a unção com óleo.

O Jejum das Liberações terá a duração de 12 dias, com temas diários para oração e meditação a partir de segunda-feira, dia 21/06.

Confira abaixo os temas a serem ministrados durante a campanha:

21/06 - 1º dia - Liberação dos pés para andar em um novo tempo (At 26.16-17);

22/06 - 2º dia - Liberação do mover do Espírito (At 10.44-48);

23/06 - 3º dia - Liberação dos complexos da alma (1Rs 15.16-19);

24/06 - 4º dia - Liberação de todas as prisões emocionais (2Cr 16.9-10);

25/06 - 5º dia - Liberação de toda palavra maldita (Gl 3.10-14);

26/06 - 6º dia - Liberação para fazer o que nunca foi feito (2Cr 15.8-12);

28/06 - 7º dia - Liberação dos medos (2 Cr20.1-3; 14-17);

29/06 - 8º dia - Liberação para receber o que estava retido no mundo espiritual (Dn 10.12-13);

30/06- 9º dia - Liberação da religiosidade (Cl 2.6-8; 16-23);

01/07 - 10º dia - Liberação para vencer toda maldição familiar (1Rs 15.9-24);

02/07 - 11º dia - Liberação das prisões financeiras (2Cr 16.2-3);

03/07 - 12º dia - Liberação plena para viver todas as promessas (Gl 3.15-18)

Por: Pra Cláudia Pires

veja também