Igreja transforma prédio do ministério de jovens em abrigo para pessoas com coronavírus

A igreja ‘Christian Compassion Center’ decidiu disponibilizar o local de seu ministério de jovens para ajudar pessoas infectadas, nos EUA.

fonte: Guiame, com informações do Faith Wire

Atualizado: Quarta-feira, 22 Abril de 2020 as 8:40

Ministério de Jovens do ‘Christian Compassion Center’ foi transformado em abrigo para pessoas com coronavírus. (Foto: Fox 28)
Ministério de Jovens do ‘Christian Compassion Center’ foi transformado em abrigo para pessoas com coronavírus. (Foto: Fox 28)

À medida que o coronavírus continua se espalhando pelos EUA, uma igreja do sul da Geórgia (EUA) está se associando ao seu gerenciamento de emergência local para oferecer acomodações de abrigo de emergência a pessoas que necessitam permanecer em quarentena, mas não têm onde ficar.

O ‘Christian Compassion Center’ (‘Centro Cristão de Compaixão’) transformou seu prédio do ministério de jovens em um gigantesco centro de quarentena, pronto para abrigar pessoas que deram positivo para o vírus, mas precisam de um lugar para ficar durante o período de isolamento. O local só será utilizado para indivíduos que não necessitam de hospitalização.

"Quando o nome da sua igreja é Compaixão, você deve mostrar algo, certo? E mostramos muito, e essa é apenas uma maneira de fazermos isso ”, disse o pastor sênior Cam Huxford a um jornal local.

As instalações da igreja — incluindo banheiros e um café — estarão disponíveis gratuitamente para todos os ocupantes do abrigo.

A Agência de Gerenciamento de Emergências de Chatham (CEMA) trabalhará ao lado de parceiros como o Exército de Salvação para alimentar os hóspedes e a saúde pública será encarregada de ocupar o espaço vital.

“A regra final do gerenciamento de emergências é pensar em todas as coisas diferentes que poderiam acontecer em nossa comunidade e como abordaríamos essas necessidades e como podemos ajudar a tornar nossa comunidade muito mais resiliente”, disse a coordenadora do CEMA, Chelsea Sawyer.

Ainda segundo a Agência de Gerenciamento de Emergências, as camas podem ser para “pessoas sem teto” ou “pessoas que vivem em um ambiente multifamiliar e podem potencialmente expor outras pessoas”.

Propósito

O pastor Huxford disse que estava feliz em servir a comunidade local em um momento de tanta necessidade.

"Temos um edifício e a compaixão nos obrigou a disponibilizá-lo, por isso estamos muito empolgados por podermos ajudar pessoas que estão realmente sofrendo agora", disse ele.

A polícia monitorará a zona 24 horas por dia, 7 dias por semana, para garantir a segurança dos ocupantes e funcionários.

"Vamos garantir que seja um local seguro, em termos médicos, físicos, emocionais, relacionais, enfim… de modo geral", acrescentou Huxford.

“Sinto que nossa missão está sendo cumprida. É para isso que estamos aqui e estamos felizes em ajudar".

O estado da Geórgia tem pouco menos de 20.000 casos confirmados de coronavírus, com 800 mortes.

veja também