Igreja Universal em Angola promove ação social aos necessitados

Igreja Universal em Angola promove ação social aos necessitados

Atualizado: Quarta-feira, 18 Agosto de 2010 as 4:09

Há 19 anos em Angola e com templos espalhados em mais de 18 províncias, a Igreja Universal do Reino de Deus promove transformação espiritual e social aos habitantes do país.

Em parceria com o Ministério da Educação Angolano, o projeto “Ler e Escrever” alfabetizou mais de 12 mil pessoas, desde 2007. Somente nos primeiros 3 meses do ano de 2010, cerca de 600 alunos com idades entre 15 e 70 anos aprenderam a ler e a escrever.

Para a vice-governadora do estado, Juvelina Imperial, o apoio oferecido pela Igreja é uma grande contribuição. “Agradeço o esforço da IURD; ela tem contribuído na luta contra o analfabetis mo, um dos grandes desafios a ser vencido pelas autorida des do país”, ressalta.

Recentemente, durante a cerimônia de entrega dos certificados, no bairro do Morro Bento, na capital Luanda, a aluna Helena João (foto ao lado) fez questão de expressar a gratidão pelo aprendizado. “Estou feliz em apren der a ler e a escrever, pois já não sinto a vergonha e a humilhação que sentia antes por parte de alguns familia res e vizinhos”, desabafa.

Além da alfabetização, existem também cursos profissionalizantes de cabeleireiros, informática, pastelaria, costura e culinária geral. De acordo com a presidente da Associação Beneficente Cristã (ABC), Raquel Reis, mais de 2 mil pessoas se capacitaram profissionalmente e estão aptas a competir no mercado de trabalho. “Em colaboração com o Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS), depois destas formações, muitas delas conseguiram empregos em bancos, empresas de construção civil, restaurantes e pastelarias”, afirma.

Os voluntários da ABC também se engajam na luta contra a doença que faz milhões de vítimas todo ano: a Aids. Com tendas espalhadas em diversos pontos das cidades, eles distribuem preservativos aos cidadãos e esclarecem as dúvidas a respeito da transmissão. Em 2009, na Ilha de Luanda, mais de mil preservativos foram entregues a população.

Preocupada com integração, a igreja também fez parceria com o Ministério de Reinserção Social (MINARS) e colaborou com a construção de um Centro Infantil Comunitário, na Comuna de Buco N´goio, município sede da província de Cabinda, para acolher as crianças repatriadas do país vizinho Congo.

A equipe da ABC angolana também entrega donativos, mensalmente, aos necessitados. O Centro de Acolhimento “El Betel”, localizado na comunidade de Zango, Município de Viana, recebeu aproximadamente 500 quilos de alimentos, somente neste ano. O local que abriga mais de 60 pessoas entre 10 e 18 anos recebe a cada 3 meses a visita dos voluntários, que além dos alimentos, também levam roupas, sapatos e produtos de higiene pessoal.

Outras campanhas são realizadas diariamente, como doação de sangue, prevenção de doenças, visita a lar de idosos, conscientização no trânsito, apelo ao desarmamento, palestras em escolas, entre outras. São quase 40 mil voluntários que sempre estão à disposição para levar o amor ao próximo, ensinado pelo Senhor Jesus, seja por meio de atos solidários ou por meio de orações de fé.

Para a presidente da ABC, embora o trabalho já tenha colaborado com muitas vidas, ele ainda precisa crescer mais para atender a necessidade do país. “O Órgão Social da IURD é um dos parceiros sociais do governo que promove gestos de solidariedade a favor das comunidades carentes, visando minimizar as suas dificuldades sociais. Por isso, espero que as pessoas sejam mais solidárias uns com os outros colaborando com doações de alimentos, vestuário, material escolar, para juntos levarmos apoio às pessoas mais carentes e necessitadas em todas as províncias do país”, finaliza Raquel.

veja também