Igrejas da Austrália prontas para ajudar vítimas de ciclone

Igrejas da Austrália prontas para ajudar vítimas de ciclone

Atualizado: Quinta-feira, 3 Fevereiro de 2011 as 1:39

Igrejas na Austrália arrecadam doações após o ciclone Yasi, que trouxe ainda mais destruição para Queensland apenas algumas semanas após enchentes que varreu grande parte do Estado.

A tempestade mais forte, de categoria 5,  ainda não atingiu a região, mas já deixou milhares desabrigados e centenas de casas destruídas nas cidades litorâneas Cardwell, Tully e Mission Beach.

Entretanto, os relatórios iniciais indicam que a tempestade causou danos muito menor do que se temia. Não houve relatos de mortes ou ferimentos graves até agora e as cidades de Cairns e Townsville foram poupadas.

A Igreja Anglicana da Austrália disse que seus "pensamentos e orações continuam a ser pelo povo de Queensland", na sequência de um ciclone.

A Church Aid Society da Austrália já tem um apelo de assistência no local para as zonas afetadas pelas cheias, e agora inclui as áreas afetadas pelo ciclone Yasi.

"Embora não tenha havido relatos de mortes ou ferimentos graves, Queensland foi novamente devastada", disse o ministério em seu site.

O braço humanitário da Igrejas Cristãs Australianas, antes das Assembléias de Deus na Austrália, mobiliza dezenas de milhares de voluntários através de suas igrejas em Queensland para ajudar nas cidades, bem como as pequenas áreas rurais que sofreram devastação.

Já a ACC Relief International disse em uma atualização: "Reconstruir vidas é um processo que levará muitos meses e anos difíceis".

Embora Yasi agora tenha sido rebaixado para uma tempestade de categoria 2, as fortes chuvas e tempestades ainda estão na região, provocando inundações nas áreas mais ao Norte.

Mais de 175 mil casas estão sem energia elétrica e há relatos de grandes danos a plantações.

Apremier do Estado Anna Bligh disse: "Parece que Cairns tem sido poupada do pior e isso é um grande alívio. Este tem sido, eu acho que para muitas pessoas, uma experiência aterrorizante, mas esta manhã, porque muitos deles tomaram precauções, parece que certamente manteremos as pessoas seguras nesses centros e estou muito contente por isso.

veja também