Igrejas de Nova Petrópolis harmonizam toque de sinos

Igrejas de Nova Petrópolis harmonizam toque de sinos

Atualizado: Quarta-feira, 30 Novembro de 2011 as 10:54

Após reuniões entre o Ministério Público e as Igrejas Católica e Evangélica de Nova Petrópolis, no interior do Rio Grande do Sul, foi harmonizado o tempo de batidas dos sinos de marcações horárias na cidade. Durante quase três meses, houve um período de adaptações e testes, até que fossem definidos os itens dos Termos de Audiência e Acordo assinados entre as entidades.

Cada instituição possui uma igreja na cidade, e ambas se comprometeram em reduzir de um minuto para aproximadamente 40 segundos o tempo das badaladas principais.

No acordo assinado na segunda-feira (28), a Igreja Evangélica diminuirá a quantidade de toques às 6h30min, 12h e 18h. As marcações de horário (na hora cheia, aos 15 minutos, na meia-hora e aos 45 minutos) continuarão da mesma maneira, com badaladas simples. O soar dos sinos antecedente a cerimônias como cultos, casamentos e funerais, entre outros, permanece da maneira habitual.

Assinaram o Termo o promotor regional do Meio Ambiente, Daniel Martini, a promotora de Justiça da cidade, Tânia Maria Hendges Bitencourt, a advogada da Igreja Evangélica Glenda Hermann, a presidente da comunidade evangélica da cidade, Ijoni Michaelsen, o vice-presidente Ernani Ritter e o pastor Villimar Kist. Por fim, o acordo prevê que, se houver possibilidade técnica, o relógio deverá ficar parado entre 22h e 6h.

Já o Termo de Acordo com a Igreja Católica foi assinado dia 21 deste mês entre os membros do MP e o padre Luiz Milton Zilles, o advogado da Igreja, Jayme Santos Stein, e o presidente da comunidade Católica e presidente da Câmara de Vereadores da cidade, vereador Jorge Darlei Wolf. No acordo, que também não trata das badaladas referentes a cerimônias religiosas, ficou definida também a diminuição para 40 segundos nas badaladas que demarcam os horários das 6h, 12h e 18h.

As tratativas para harmonizar o toque dos sinos iniciaram em 19 de abril deste ano, quando foi recebido, pela Promotoria de Nova Petrópolis, um abaixo-assinado. Durante a reunião desta segunda-feira, o pastor Villimar Kist informou, inclusive, que irá minorar a quantidade de badaladas na manhã de domingo, antes do culto, mesmo que o termo de acordo não trate das cerimônias religiosas. "Por ser muito cedo, podemos também adequar o chamamento à comunidade, inclusive porque muitos que antes reclamaram agora relatam que a situação já está melhor, depois do período de adaptação", comentou o Pastor.

A promotora Tânia Bitencourt comemorou os acordos, também celebrados, em setembro, com a Igreja do Parque do Imigrante. "A boa vontade das Igrejas foi tanta que até se comprometeram em diminuir a quantidade de toques em horários que não estão previstos no acordo", disse a Promotora. O promotor Daniel Martini ressaltou que há uma intenção fortemente conciliatória entre as duas instituições. "As igrejas pregam a tolerância e o bom senso, a conciliação, e é o que conseguimos", disse.

Notícias Cristãs com informações do Ministério Público do Rio Grande do Sul via Bonde

veja também