Igrejas e fieis do sexo

Igrejas e fieis do sexo

Atualizado: Terça-feira, 29 Junho de 2010 as 11:42

As religiões pregam que todo ser humano deve ser acolhido por uma igreja, independentemente do "pecado" que carregue. Mas para que o fiel se sinta à vontade para bater às portas de um templo, elas vão ficando cada vez mais segmentadas, formando tribos com perfis parecidos. Atualmente, estão em expansão as denominações evangélicas que se identificam com a questão sexual. Elas abrigam atores pornôs, prostitutas, homossexuais e travestis, entre outros. Nesses templos, a conversão é desejável, não obrigatória. Importante é se aproximar de Deus.

O conceito faz parte do discurso do pastor Giuliano Ferreira, 29 anos. Ele comanda desde 2005 a Assembléia de Deus Ministério de Madureira, em Ribeirão Bonito, interior de São Paulo. As pessoas que freqüentam o lugar se sentem confortadas pela história de salvação do religioso. Há quatro anos, ele ainda era conhecido como Juliano Ferraz, um dos mais atuantes atores pornôs brasileiros, com cerca de 300 filmes nacionais e internacionais.

Giuliano entrou para a indústria pornô em 1999. Com o ofício, conseguiu comprar três casas e ajudar a família. "Mas a angústia crescia junto com a prosperidade financeira", afirma. Largou tudo quando alguns colegas contraíram o vírus da Aids. "Era um sinal para eu parar." O pastor diz que não proíbe ninguém de participar de seus cultos por causa de escolhas pessoais. "Sei que minha história fortemente ligada ao sexo atrai, por exemplo, prostitutas. Elas se identificam com meu passado e acham que também podem mudar de vida. Mas não forço nada nem as recrimino", diz.

As igrejas que acolhem profissionais do sexo despontaram em Michigan, nos Estados Unidos, há cinco anos. Lá, um grupo de jovens pastores criou a XXX Church - as três letras "x" fazem um som parecido com a palavra sex. O alvo é a indústria de filmes pornôs. Empunhando a Bíblia, os pastores pornôs, como se auto-intitulam, invadem os sets de filmagem, na tentativa de tirar alguns atores da carreira. Mas, explicam, recebem da mesma forma aqueles que não desistem da profissão.

  Em feiras eróticas, pregam e vendem camisetas em que se lê " Jesus ama astros pornôs ". O site xxxchurch.com recebeu no último mês um milhão de visitas.

No Brasil, a igreja Projeto 242, em São Paulo, se inspirou no exemplo americano para criar o site Sexxx Church, que existe há nove meses. Ainda não há diálogo com a indústria pornô, conta Jota Mossad, responsável pela página. Houve contato com a produtora Brasileirinhas, mas ninguém retornou. O objetivo é converter? "A idéia é criar uma amizade, não apontar o dedo e dizer &o que você faz é errado&. Mas mostrar que a pornografia alimenta a indústria da exploração sexual", afirma.

*Guia-me: Quando e como surgiu o Projeto  242 ?

Rev. Baggio:  O Projeto 242 surgiu numa época que eu era pastor numa igreja no bairro do Ipiranga e trabalhava com um ministério voltado para jovens da cultura underground, alternativa, roqueiros, chamava-se "Refúgio do Rock". Depois de anos de trabalho na comunidade, veio um desafio, da própria liderança, para que começássemos algo novo, uma nova igreja em São Paulo. Eu não tinha desejo nenhum em fazer isso, estava feliz em trabalhar com uma igreja local, considerava que havia muitas igrejas na cidade. Então, coloquei uma condição, se fosse para fazer isso, deveria ser para alcançar pessoas que não estavam sendo alcançadas pelas demais, não fazia sentido criar alguma coisa igual ao que todo mundo estava fazendo. Isso cresceu no meu coração, da minha esposa, de alguns amigos, nos reuníamos durante meses para orar e refletir sobre isso. Em janeiro de 1998, começamos aquilo que hoje é o Projeto 242, passamos por várias fases, transformações e localidades diferentes.

O nome 242 vem de uma passagem do Novo Testamento, no livro Ato dos Apóstolos, capítulo 2, versículo 42 ("E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações"). "A mensagem desse trecho da Bíblia mostra que Jesus e os apóstolos creram num espírito comunitário. É a nossa filosofia", diz o pastor Sandro Baggio. Entre os planos da igreja está a venda de uma camiseta nos mesmos moldes da americana na Erótica Fair. Com o dinheiro arrecadado, será dado início à produção de um Novo Testamento. Na capa, a sugestiva mensagem "Jesus ama todos".

Por trabalhar com pessoas de culturas alternativas e ser diferente das instituições brasileiras, a Igreja 242 é alvo de polêmicas e já foi até capa da "Revista Folha" em janeiro de 2009.

*Guia-me: Qual é a sua avaliação sobre o estado atual da igreja brasileira?

Rev. Baggio: Eu acredito que a Igreja brasileira enveredou-se por um evangelho conhecido como o da saúde e da prosperidade, isso fez com que perdesse a essência do Evangelho, que é ser como Jesus. Não quero ser um juiz duro em relação à Igreja, faço parte dela. Mas quando vemos um crescimento tão grande da igreja evangélica e não vemos a transformação da sociedade, eu me questiono sobre o tipo de evangelho que está sendo gerado no coração das pessoas, não me parece que elas estão mais semelhantes a Cristo, e isso é lamentável.

*Guia-me: Vocês já sofreram algum tipo de preconceito por parte de igrejas mais conservadoras?

Rev. Baggio: Preconceito existe, porque é muito mais fácil julgar pela aparência do que sentar e dialogar para entender o que está no coração das pessoas. Pelo fato de sermos ou fazermos as coisas um pouco diferentes, as pessoas assumem, imediatamente, que nós sejamos liberais em relação à doutrina, ou que não levamos a Bíblia a sério, basta nos acompanhar e  verão que isso não é verdade. Nós somos conservadores em relação a doutrina, levamos a Bíblia a sério como Palavra de Deus. A minha formação é de uma Teologia Reformada, temos o compromisso de dar todo o conselho de Deus para as pessoas. A nossa metodologia, nosso relacionamento com a cultura é flexível, pois ela passa por transformações e vivemos no meio dela, cremos que Cristo é o grande redentor da cultura.

* As perguntas são trechos da entrevista de Nany de Castro com o Reverendo Sandro Baggio, pastor integral da igreja. Para ler a matéria completa, clique aqui .

veja também