Igrejas e organizações oram pela Colômbia

Igrejas e organizações oram pela Colômbia

Atualizado: Terça-feira, 27 Abril de 2010 as 12

No title Igrejas e organizações de direitos humanos realizaram os "Dias de Oração e Ação pela Colômbia", de 16 a 19 de abril, iniciativa que vem sendo realizada nos últimos cinco anos nos Estados Unidos e na Colômbia. Em 2010, o Conselho Latino-Americano de Igrejas (Clai) convidou suas filiadas a aderirem à jornada.

Nos Estados Unidos ocorreram atividades simultâneas em Chicago, Nova Iorque, Los Angeles, Washington DC, Seattle e Greensboro. As orações e ações deste ano giraram em torno da situação dos deslocados na Colômbia, país que tem o segundo maior número no mundo de pessoas que tiveram que deixar suas terras. O primeiro país nessas condições é o Sudão.

A situação da população de migrantes forçados foi apresentada em 40 painéis de rostos de pessoas deslocadas com suas histórias. Elas participaram de cultos de igrejas e postaram-se na frente de gabinetes de congressistas estadunidenses, enviaram cartas de protesto pedindo o fim das fumigações aéreas nos campos colombianos.

Também questionaram o livre comércio com a Colômbia, reivindicaram o cancelamento do apoio e da ajuda militar e reversão da política de presença de soldados dos Estados Unidos em bases militares colombianas. Solicitaram, ainda, a devolução de terras que foram tomadas dos que hoje vivem em situação de deslocamento.

Os retratos dos deslocados e as cartas com estas petições também serão entregues ao presidente Barack Obama num ato que será organizado em Washington nos próximos dias.

Em Antonio Ariza, Colômbia, um líder deslocado compartilhou sua história e fez um chamado para aumentar o apoio às pessoas em situação de migração forçada pela guerra para que possam retornar às suas terras e tenham garantido o acesso à saúde e educação para seus filhos.

veja também